Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

O CAMINHONEIRO ME ENRABOU E O FRENTISTA ASSISTIU

Click to Download this video!

Li muitos contos de transas com caminhoneiros que me inpiraram a ter essa aventura. Antes de resolver, muitas vezes ficava imaginando o que fazer para conseguir transar com um caminhoneiro sem maiores problemas. Um tempo atrás comecei a trabalhar e precisava viajar para diversas cidades. Em várias dessas eu ficava fantasiando e várias vezes passei a tocar algumas punhetas enquanto dirigia (muito tesão). Passava pelos caminhoneiros dirigindo e colacava o pau pra fora pra ver se algum via, mas nunca funcionou. Certo dia, resolvi viajar no dia anterior ao compromisso, a noite. Parei para abastecer num posto onde estavam muitos caminhoneiros e falei, vai ser hoje. Estava comendo um lanche e quando terminei vi que um caminhoneiro desses bem típicos, com camisa aberta e corrente aparecendo, palitando o dente, porém com corpo todo definido se encaminhou para o banheiro. Fui para o banheiro imediatamente e cheguei lá um pouco antes dele. Fiquei fingindo que estava mijando e quando ele chegou, balançou a cabeça como que me cumprimentando, se aproximou e do meu lado pois uma bela pica pra fora, deu aquela respirada e começou a mijar. Fiquei olhando e foi aumentando meu tesão, então resolvi: dei uma leve abaixadinha na minha calça deixando minha bunda de fora, dei uma empinada e meu pau já começava a ficar duro. Nisso ele percebeu, olhou meio de lado deu uma encarada na minha bunda e pelo visto gostou. Segurou o pau com a mão inteira (um pau bem grosso e grande) deu uma balançada e deu um sorriso. Fiquei com medo e olhei de volta pro meu e desempinei a bunda. Ele parou de mijar e ainda com o pau pra fora se aproximou, deu uma alisada na minha bunda, cutucando meu cuzinho com um dedo enorme e grosso e falou: é isso que você está querendo não é colega? Timidamente balancei a cabeça e então ele falou: fique tranquilo, hoje tô com um tesão da porra e vou fazer esse cuzinho seu conhecer o céu. Gelei, mas meu pau respondeu na hora e cú deu aquela piscada de loucura pra receber uma pica grossa e grande. Ele ainda deu um asegurada no meu pau me puxando pra perto dele e ofereceu sua pica pra mim. Dei uma segura e vi como era duro, grosso e grande. Me chamou pra boléia de seu caminhão e saímos sem gerar suspeita, apesar que de longe eu via aquele imenso volume na sua calça. Chegando na boléia ele não deu nem tempo, me puxou mandou eu tirar logo a calça, o que fiz prontamente. O cara sabia mesmo o que fazer. Me pois de quatro, empinou minha bunda colocando meu cuzinho a mercê totalmente. Me ageitei e ele mandou a lingua que quase entrou na portinha do cú, tamanha força que ele meteu aquela imensa lingua. Fui ficando mole e entregue, nisso ele botou na minha frente aquela rola gigante, super dura e quando me levantei pra chupar, percebi um cara do lado de fora olhando tudo e se punhetando. Era um frentista que estava acompanhando tudo desde o banheiro. Dei um toque pro caminhoneiro e ele me perguntou, você quer que ele participe também. Balencei novamente a cabeça e ele abriu a porta com o pau pra fora e chamou o cara, que não se fez de rogado e vei imediatamente, já com o pau duro pra fora. Os doi pararam na minha frente me colocaram pra mamar. Nem sei qual tinha o pau maior e mais gostoso. Chupei os dois bastante e então o caminhoneiro partiu pra cima e começou a chupar minha pica como um profissional, cada vez com mais tesão, pedi: Meti logo essa pica no meu cu que já não aguento mais esperar. Ele saiu do meu pau e num golpe sá enfiou até o talo. Segurei mas a vontade era de dar um urro, porque doeu muito. O frentista me segurou e disse calma que tem eu ainda. O caminhoneiro socou forte até derramar um jato enorme de porra enquanto eu quase me engasgava com a enorme benga do frentista. Aquele cheiro de graxa, gasolina e suor foi entrando em tudo e aumentando o tesão. Daí o frentista se posicionou pra meter, depois que o caminhoneiro saiu. Esse sabia fazer de tudo e então deu uma chupada no pau do frentista, segurou pra direcionar no meu cuzinho e quando o pau dele entrou inteiro, o caminhoneiro se deitou por baixo e começou a lamber o meu saco, cu e saco do frentista e de vez enquanto mamava no meu caralho me fazendo rebolar na piroca do fretista. Que tesão! Derrepente a velocidade do frentista indicou que ele iria gozar. Aí aconteceu o que eu nunca ia esperar: o frentista tirou a pica do meu cu e mandou o jato de porra na boca do caminhoneiro que não deixou cair uma gota. Enquanto me punhetava para que eu também gozasse. O que não demorou pra acontecer. Gozei como nunca e caminhoneiro engoliu gota por gota. No fim os dois se despediram com um bom e gostoso cumprimento de picas. Cada um deu uma passada de mão na bunda do outro, então percebi que enquanto eu pensava que tinha armado, tinha era caído numa armadilha. Mas satisfiz minha fantasia e não parei mais naquele posto de gasolina, todavia, ainda toco umas punhetas boas pensando no meu cuzinho aberto por aquelas picas gostosas. Quem quiser ver fotos do meu cuzinho, bunda e pica entre em contato.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


xxx buçetas arregalados com pintãoMeu filho socou seu pau na minha bucetacontos eroticos mulhersibha do papaicasada recebe proposta indecente contosgordinho nerd gay contospai da namorada conto erotico gaycontos eroticos nylher do meu patrao carenteconto erótico julia, sua irmã e suas qutro filhasContos bdsm sequestradacoroas homeis dois peito cabelundoscontos necessitava de rolaporno contos eroticos fui enrabada pelo meu irmaoporno quente doido cara lasca buceta com cuconto erotico atres d casada mg motelContos eroticos cunhada safada jeovafotos de grandes pirozoesContos eroticos de podolatria com fotos desejando chupar pes de primasconto peguei a coroa dona do cormeciocunhado da piroca grossa deixa sogra doidinha,contos e relatos eroticosconto erótico viadinho de calcinha e os mendigos esposa seria se bronzeando em casa contoxvidios engravidando cumhadacontos eroticos amante vs mulherEncostou a cabecinha na minha xoxota pur cima da saia contos eroticosvoyeur de esposa conto eroticoContos sexo minha espossa filhinha sapecasfalei para minha avó que adoro um cudei o cu na cabine erotica p travecoconto erotick cdconto erotico sou loira olhos azuis tranzei com um negão Contos eroticos o jardineiro me enrabou gostosocrossdressing miudinhacontoseróticos dívidavídeos porno com homens do pau 1metro da grossura de pau de jegecontos eroticos ninfeta aventureiracontos fode-me paicontos eroticos com a vovóclassificados evangélica procurando cornotraveste do pito bem grande mim comendo meu cuvideo ponografico de mulher gorda maturbando mao ca bucerta areganhadacontos eróticos encoxada no ônibustirando o short da menina etrepandorelatos e contos de loira que trai na praia de sccontos de coroa com novinhosexominhas tiascontos eroticos bia e as amigascontos eróticos amigas prostitutassentada nua no colo no conto eroticoajuda a estuprar larissa grita dor conto erótico aaaaah. chupa minha bucetinha vai. isso. vou gozar na sua boca. me faz gozarcontos trai com meu cunhadoContos de sogras velhas crentes rabudas dando o cucontos erotico gay quando mim focarao a bebe leite de varioscontos sentou no meu colo e eu gozeiMeus amigos me comeram contos eroticosos contos de sexo maois filias safamdascontos eroticos perdendo a virgindade dolorosopornoc/japonesasetravestisconto sou prostituta do meu filho e eu gostoconto erotico femino loira paty 2boafoda foi dormi com colega tomo ferocontos eroticos mendiga negraContos eróticos brincando de esconde esconde com o inocentecontos eroticosprimeira vez com garotinhasconto eróticos lábios românticosconto erotico meu sogro rolodo mi fudeuwild thermas conto eroticoconto erotico engoli 1 litro de esperma no vestiarioContos gravidas incesto bicontos eróticos de tanto meu marido insiste realizei a fantasia deleConto eróticos dei para o amigo do meu marido na pescaria Conto transei com meu gato