Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

UM MENDIGO EM MINHA PORTA

Click to Download this video!

Meu nome é Vanessa, sou loirinha, tenho 1,68, 25 anos,um corpinho de causar inveja nas concorrentes, pois quando passo até as mulheres olham.

Sou casada a dois anos, não tenho filhos, meu marido é empresário, dono de uma confecção no centro da cidade, pois moro em um bairro afastado uns 35 km do centro, muito simpático e bem residencial, meus vizinhos são bem afastados, visto que moro numa casa com um terreno vasto. Apenas estudo e malho em academia diariamente.

Minha vida sexual com meu marido é boa, nunca passou pela minha cabeça que um dia eu seria capaz de me deitar com outro homem, pois ele foi o único que conheci e não tinha nada a reclamar dele até acontecer um fato comigo que me marcou pra sempre.

Era uma terça feira chuvosa, meu marido se levantou para trabalhar e como de costume fui com até o portão para me despedir, ele entrou no carro e foi embora; quando eu estava fechando o portão para entrar, vejo vindo na esquina um moço escuro, todo sujo, descalço e molhado (era um mendigo)... entrei pra casa com aquele ar de pena daquele moço que aparentava ter uns 38 anos. Passados alguns minutos, já tomando o café da manhã me bateu uma vontade de tentar ajudar aquele homem, embora já achasse que ele teria ido embora, foi até o guarda roupas escolhi umas roupas que meu marido não usava mais e corri até o portão meio que sem esperança... mas para minha surpresa ele estava sentado encostado em nosso muro se protegendo da chuva, sem que ele me visse, primeiro fiquei observando o seu comportamento por alguns minutos, pois eu estava sozinha e não queria me arriscar. Passei a observar o seu porte físico, o seu rosto meio barbudo quando derrepente ele se levanta e se vira para o muro e começa a abrir o fexecler (fiquei meia que sem jeito, mas logo relaxei, pois eu estava ali sozinha, não tinha ninguém na rua, os vizinhos pareciam que dormiam e logo me ajeitei melhor para presenciar aquela sena incomum em minha vida) ele tirou seu pau pra fora com certo sacrifício (ele era enorme) para urinar, fiquei extasiada, pois nunca tinha visto um pau daquele tamanho e ainda por cima estava mole. Fiquei ali acompanhando aquela mijada gostosa dele e dentro de mim, pela primeira vez bateu um sentimento de tara, pois era irradiante naquelas condições e com todas as possibilidades ao meu alcance. Esperei ele terminar, quando ele estava indo embora, tomei coragem e o chamei. Moço! O senhor está com frio? Tenho aqui umas roupas usadas, o senhor as quer? Imediatamente ele se aproximou e as tirando de minhas mãos me agradeceu e nesse momento minhas pernas tremeram, pois o que eu queria agora era mesmo receber algo em troca e a sua aproximação de mim me causou mais tesão ainda, pois estranhamente aquele cheiro de sujo (de rua) me alucinou e imediatamente perguntei se ele queria comer alguma coisa e ele falou que sim. Nisso resolvi que ele tinha que entrar, fechei o portão e abri a casa de hospedes que fica nos fundos e fiz ele sentar no sofá enquanto iria buscar algo para ele comer, quando me viro de costa sinto que os seus olhos travaram em meu traseiro, pois eu ainda estava de camisola e com uma calcinha bem gostosinha entrando em meu rabinho. Quando voltei me sentei ao seu lado enquanto ele comia o lanche e conversa vai, conversa vem, perguntei se ele tinha família, porque ele estava naquelas condições e se tinha mulher. Nesse momento seus passaram pelas minhas pernas e ele falou: a última vez que tive uma mulher foi a um ano e meio, até então vivo sozinho.

Já entendendo o que ele queria dizer com aquilo, me aproximei e falei perto do seu ouvido: eu quero lhe pedir uma coisa, caso não queira pode ir embora e esqueça que me conheceu, - Pode pedir! Nisso não resisti e comecei a alisar as suas pernas sem falar mais nada e com a cara toda vermelha de tesão e ele imediatamente pegou minhas mãos e foi levando até a altura do seu pau que ainda estava mole, podia sentir a extensão, o volume de tudo aquilo que estava solto dentro daquela calça. Pedi que ele se levantasse e nisso fui abaixando sua calça e logo veio aparecendo aquele pau enorme em minha frente (ele parecia não acreditar no que estava acontecendo, pois uma loira linda, rica e gostosa estava ali o seduzindo) o cheiro veio de uma forma intensa, pois estava sujo devido ele não tomar banho, mas não queria que ele se lavasse, pois o meu interesse era que a coisa acontecesse daquela maneira. Fui pegando naquele pau ainda mole, arregacei a sua cabeça e podia ver o sebo se enrolando por entre a pele e delicadamente beijei, passei a língua de leve sobre a cabeça, coloquei-o na boca e já amassava o seu saco que era enorme, seu pau começou a crescer dentro de minha boca e me afastando para trás devido o tamanho que ia ficando, de minha boca já descia uma baba misturada com aquela sujeira. Tomei seu membro em minhas mãos e parei para admira-lo “Que picona, era grande, além da minha imaginação, 25 cm eram poucos, cai de boca outra vez, e dessa vez explorei todo o conteúdo, lambia seu saco, e com meus lábios percorria todo o tronco e tocava uma punheta gostosa com as duas mãos, visto que era muito grosso”.

Já não aguentava mais e resolvi que tinha quer experimentar aquilo dentro de mim, foi quando ele me puxou e foi tirando minhas roupas, ele não cansava de falar que estava sonhando e que nunca na vida imaginava que uma mulher dessa iria trepar com ele. Fui colocada deitada no sofá e com as pernas abertas ele foi encostando a cabeça do seu pau na minha buceta apertadinha, porém toda molhada e cheia de tesão, ele foi empurrando e eu falando: Devagar pirocudo, não mete com força, seu pau é muito grande. Ele segurando o pau pelo meio foi enfiando e a dor começou a apertar, pois o pau do meu marido tem no máximo 19 cm e não é muito grosso. Parecia que estava sendo rasgada e minha xereca já estava no limite da profundidade alcançada por aquele monstro enorme, tentei segurar o pau dele para impedir que avançasse mais, foi impossível, pois ele estava a um ano e meio sem ver mulher e nessa hora ele deita sobre o meu corpo e começa a me bombar e eu comecei a gritar de dor, parecia um martelete tentando romper a parede do meu útero (pude sentir em meio a essa dor um tesão jamais sentido) meus peitinhos estavam sendo devorados por aquela boca suja, seus cabelos esfregavam em minha cara e o cheiro me alucinava, quando ele ia gozar, tratei de pular para o lado (não queria ser gozada dentro de mim) imediatamente ele começou a urrar com a pica na mão me chamando: Vem cadela, estou quase gozando, nisso cai de boca e paguei um boquete delicioso até ele chegar ao gozo e que gozo, parecia que era um cavalo, minha boca encheu, meus cabelos grudaram e meu corpo ficou ensopado de tanta porra que saia daquele pau.

Quando acabou tratei de me livrar daquele homem de dentro de minha casa de hospedes. Ele foi embora e me falou que quando quisesse poderia acha-lo num lugar bem práximo e que ele não iria me perturbar.

Entrei para o chuveiro para tirar aquela inhaca (cheguei a vomitar devido o cheiro forte que se espalhou pelo meu corpo), minha buceta estava ensanguentada, não conseguia ficar em pé sem tremer.

Sá digo que fiquei duas semanas sem transar com meu marido até me recuperar daquela curra vaginal que levei.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


aii uii nao vai me fode vai me come mais mete fundoviadinho boquete na escola contocontos eroticos mulher feiacomto erotico fodida pelo vizinho aiiiio cuzao da titia contoporno mae milho como goza mamaeContos de zoo chupada de baixo da mesacontos de viados dando o cu e cherando cocainaprimeira vez que fui enrabadocontos eroticos timidas coroasMinha mulher gosta de mostra a buceta pros meus amigos ai eles comem Ela contos eroticosContos de casadas inrrustidasConto de vadia de quatro no bar metendo com muitos machoswww.contos eróticos meu pai viajo minha fico beba eu fudi ela.commeu amigo negao forçou e fudeu minha loira contosconto erótico mulher perde a virgindade do anus com filho sem sabercontos erotico de travesti no bairro campo limpopelado com uma travesti contos eróticosconto homem casado pegando mulher solteirasenhor chicao foi meu primeiro macho contoReatos de incesto mimha rola de 36cm contos eróticos ai.que deliciaBaby doll rosa socado no rabo contosconto erotico meu pai mim comeu enganadoconto erotico comi a cunhadinha nos fundos e na frente da namoradacasadas que postam fotos de itanhaemcontos eroticos mandei meu filho mete no meu cuzaoporn contos eroticos enteada gangbangcontos fodendo senhora negraconto esposa tiocontos eróticos dei para um velho no azilocontos comendo a namorada do meu irmaocontos meu papai m comeufui pego cheirando os sapatos da minha amiga podolatria contos eroticosrelatos e contos de loira que tri na praiacontos de incesto minha irma gosta de brincar de se esfregar e encoxarajuda moleque safado grita dor conto erótico relato de eu vi minha esposa com um picudopai da namorada conto erotico gaycontos minha e eu no analcontos esposas putas castigadas no cucasados contos cdezinha fui mulher do primocrente traiu.contosincentivanda pelo marido contos pornonu dia qui eu sai di casa minha mae falou filadaputa vei caConto dp caralhos gigantesGorda fedorenta conto eroticocunhada de chortinho na janela e o cara atola o pau nelacristian. casa dos contos eróticospauzudo na pescaria contos eróticosvideos eroticos de negao faiz esposa gritar na frente do maridocontos eróticos na saída do paredão comendo c* virgemcontos eróticos separei do meu marido agora corno juntos no mesmo tetocontos eróticos os assaltantes me fizeram de puta na frente do meu marido so' anal c'minha -filha so' anal incestoeu confesso gozei com a permissao da minha donacontos mamae cintura fina e bundaomeu amigo negao forçou e fudeu minha loira contosaguentei o pau groso. contoPeguei minha tia veridicocache:GAEDmAeFVBUJ:okinawa-ufa.ru/m/conto_18319_fodendo-gostoso-minha-paciente.html Contos eroticos minha avo e mamae foderam com os mendigoscontos eróticos babá olhando o volumehistorias de sexo, eu vi o meu pai come o cu da minha mae, e eu fiquei ecitadocontos eroticos fui comprar cerveja e.comeram minha esposarossou em mim contosTennis zelenograd contoencostei o braco na buceta da cunhada contosconto erótico sexo na balada exibindocontos eroticos de meninas abusadas pelo padrastovídeo pornô a mãe dela tava de biquini o genro só dava a sografudida pelo irmaocontoeroticocontos gay travesti apostaconto com a minha esposa e um.amigoconto erótico da esposa do meu irmãominha mulher quer dar o cu p outro na minha frenteme dê me dê o martelo tomar o negão