Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

UMA VISITA DE NEGÓCIOS

Click to Download this video!

Já que você está aqui deve gostar de ouvir histárias safadas e excitantes, não é? Ok! Então vou te contar minha última aventura...

Sou uma mulher atraente, casada, de 26 anos e que gosta de viver a vida intensamente, regada à muita safadeza. Sou a típica mulher-pêra, sabe? De coxas grossas, quadril largo, cinturinha fina, seios grandes.



Tenho muitas fantasias, inclusive trair meu marido é uma coisa que me excita muito. Trabalho como diretora comercial de uma empresa no interior de SP e, há tempos tenho uma fantasia: a de seduzir um lindo cliente durante uma visita de negácios.



Em uma terça-feira, com meu roteiro de visitas em mãos, fui à São Paulo em busca de novos negácios. Claro que saí de casa com um vestido provocante. Nada curto, nada vulgar. Mas acompanhando minhas curvas, e, num decote um tanto ousado, deixando meus seios muito convidativos.





às onze da manhã, já para a segunda visita do dia, deveria estar em uma empresa, procurando por um diretor que, não vou identificá-lo, claro, vou chamá-lo apenas de J.

Imediatamente senti que aquela visita seria diferente, pois já tinha ouvido falar no tal diretor, um homem sério, dono de um sorriso tímido, porém encantador, olhos azuis, voz firme, extremamente atraente e, diziam, um tanto tarado. às onze e meia da manhã estava eu entrando na sala de J.. Ao me ver, de relance, voltou os lindos olhos na minha direção, chupando meu quadril como que um zoom.



De fato, era lindo e atencioso. Devia ter seus 45 anos. Porém percebi que sua atenção não estava focada na minha apresentação. Me olhava fixamente, mas, devia estar me vendo nua, na frente dele, de preferência de quatro em cima da mesa. Não tirava os olhos dos meus peitos. Esse meu pensamento me perturbava. Se ele me via assim, eu já me via caindo de boca no seu pau, louca pra chupá-lo gostoso, ali naquela sala, numa aventura proibida, cheia de tesão e de perigo. Ele falava comigo... e eu viajava.





Minha fantasia foi interrompida pela secretária, batendo à porta e avisando que estava saindo para o almoço. Perguntei se ele também sairia ou podíamos terminar a conversa de forma mais informal. Ele me respondeu trancando a porta e fechando as persianas. Sentou-se de volta na cadeira, como quem se preparava para me convencer de alguma coisa. Eu me levantei, acompanhando a cadeira, abracei-o por tras, soltando sua gravata, sentindo o cheiro do seu pescoço, beijando sua nuca, sua boca, enquanto descia minhas mãos pelos seu peito peludo e sussurava no seu ouvido onde minhas mãos queriam chegar.



Ele não precisava me convencer de absolutamente nada.

Abri sua camisa, de olho no volume que sua calça fazia, e aumentava cada vez mais... Ele segurava seu pau, por cima da calça, e eu podia ver o tamanho que estava... Suas mãos, deliciosas, segurando a pica, que estava doida pra pular pra fora...



Eu estava louca de tesão, o cheiro daquele homem me excitava muito e eu queria sentí-lo inteiro. Agachei na frente dele, que me olhava, maluco de tesão, abri sua calça. Ele via nos meus olhos a sede que eu estava... O cheiro do seu saco me deixando louca, tirei seu pau, que pulsava dentro da calça, e imediatamente, caí de boca no cacete duro e delicioso.



A essas alturas, minha bucetinha pingava de tesão... Sentir o gosto dele na boca, chupando seu pau, naquela sala, na hora do almoço, na empresa... estava me deixando cada vez mais molhada. Ele segurava meus cabelos enquanto me via engolir sua rola com vontade. Dizia que nunca alguém o tinha chupado com tanta vontade... e isso aumentava meu tesão.



Eu não conseguia tirá-la da boca, que delícia de pau, babando, e eu me deliciando, mamando nele, engolindo inteiro. Ele mal podia esperar a hora de ter minha bundona rebolando na sua cara. Mas era mesmo muito difícil tirar aquele cacete delicioso da boca.



Antes que me pedisse, subi na mesa, arrebitei, fiquei de quatro e, olhando com ar de menina safada, eu pedi docemente: "Meu lindo, mete a língua no meu cuzinho?" Daquela língua, mal saía uma palavra. Segurando seu cacete duro, babando, ele enfiou a cara na minha bunda e chupava meu cuzinho como nunca haviam me chupado e, alternando, aproveitava se lambuzar no meu caldinho que escorria, enquanto eu gemia abafado, pra ninguém da empresa ouvir.



O perigo, a fantasia, aquele homem... Aaah! Numa explosão de tesão eu gozei na boca do safado, melando sua cara. Ele me agradeceu beijando minha boca, com um sabor delicioso do meu caldinho.

Minha xaninha estava inchada ainda, mas queria sentir o cacetão dele me invadindo. Ele esfregou o cabeção na porta do cuzinho, o que já me deixou acesa de novo, e escorregou pra dentro da xaninha melada. Ah, que tesão de homem! Eu de quatro, levando rola gostoso, olhava pra trás e o via, com aquela cara de tarado, segurando minha bunda e fodendo a bucetinha, metendo gostoso. Eu mordia a mão e segurava o gemido e a vontade de gritar. Gozei de novo. Depois de mais algumas estocadas, ele tira o pau pulsando de dentro de mim, eu empino a bundona branquinha e, em alguns jatos, ele mela minha bunda toda de porra, me lavando com seu tesão.



Foi uma visita tão deliciosa, que sá de lembrar, tenho vontade de voltar lá correndo...

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto erotico gay estuprado estupradorcontos eroticos amigas ci pegandocontos eroticos coloSexo com a tatuada contocontos eroticos Itapetiningaas gostosa namoradas das coxas grossas e bumbum arrebitado contos eroticoscontos brincadeira de sabonete na piscinaTia safada incestuosa como tudo comesou pt3 contoscontos eróticos meu sobrinho pequeno chupa meu paucontos chupando os peitonhos da sophia e comeno o cu da janaraconto erotico meu compadrer e minha esposacontos eroticos comendo a funcionaria novata casada da lojaso.meninihnas.choronas.no.anal.gozadocontos eroticos fui com meu sobrinhocontos comi minha mae e o travesticontos eroticos de pregadores de seioseu e minha filha no baile funk contos eroticospodolatria com a mulher do meu amigo conto eroticocoroa se***** cagou no pau de Natáliacontos eroticos comendo giovanaso conto erotico de mendigoscorno na minha propria casa contos eroticoconto de mulher casada viciada em dar o cu para o cunhadocotou eroticou pai incetomulher enrabada no banheiro femiininocontos eróticos porra escorrendo coloco papel higiênico na calcinhaConto porno eu queria entrar em casa, minha mae abriu a porta toda suada, chefe do meu pailobo mau me comeu contos eróticosCiumento a corno da esposa no aniversario delaContos eróticos comendo uma lorinha dos seios grandes Luizacontos gay irmao mais velho bebado dando na escola conto eroticocontos eroticos traindo marido na Sala ao ladoconto erotico de amigo do vovô metendo na vovóconto erotico viadinho foi dormir no sitio e teve que vestir calcinhacontos eroticos- paguei minha filha pra cheirar sua calcinhaconto erotico novinha no messenger com desconhecidocomemos minha namorada contos eróticosConto Meu Amor é um Traficante parte 3- Contos Do Prazernegao paenorme f mulhefoi no estoque da enpresa que trai meu marido conto eroticocontos aluguei minha mulherconto erótico novinha sendo penetrada por várioscontos de iniciação no swingcontos eroticos familia camping nudistaver contos eroticos de irma dando pro irmaocontos de sexo mae necessitadaconto de Esposa que traiu o marido e confesso para eleconto erótico minha namorada e minha primaconto da nora curiosacontos eroticos de meninas bufando no palcontos eroticos estupro submisso f de semanacontos de pirocudasrola mole rola dura bate até que furacontos erotico amiga da irmaporno disvirginado com pinta grandegrelao 3cm comendo contosConto nem acreditei mas tirei o cabacinho da menina.conto erótico minha bucetinha sangrouconto minha esposa devoradora de garotinhoscontos erotico de filho travesti bundudomeu filho come o meu bundao enorme todos os dias contoEdna A tia da minha esposa contos eroticoscontos eróticos meu tio e portão de assadeira com loucapasseando com esposa e deixando os outros passar a mão na bunda de shorts curto cor rosacomo chupar o pau do meu marido e fazer ele gozar lejeiro e gemer mais que tudocontos eroticos. trainovinha falou que ia pozvídeo de bocado de mulher dançando de fio dentalvideos de casais namorando muitoogostosoContos erotico menina de nove anos no bosqueSou casada mais não resistir aquele pirocudo contoContos eroticos/minha sogra cavalonavovo gosta de fuderno matoconto aos oito aninhos a filha da minha namorada sentou sem calcinha no meu pauestuprada na frente do marido por 6 homes conto eroticoarromba esse cu contosFotos das primas so de causimhascontos amor gaycontos porno esposas estuprados submissosFodelança contos comendo a mulher e sua amiganovi bateno sirica e hosano fostosoConto erotico ninfetas mijonasrelatos de um negao roludo me desvirginouContos adoro apanhar na bunda d meu maridocontos eroticos negao pau enorme na filha do amigocontos eróticos virgimdade com o jardineiro coroacontos eroticos a patricinhasequestro e muitas lambidas no grelocontos eroticos madrasta vadia leva surra de pica do enteadoamamentei um mendigo contosconto erotico fui no banheiro da estrada mijar e me assustei com o tamanho do pauzao do negaocontos eroticos de comedores gozando dentro da esposa.versogra com tesaofui errabada pelo meu avoContos minha irma e meu cunhado vieram passar uns dias conoscocontos reais de mulher que deixou cachorro emgatar na bucetacomi minha sograegozei na bocar delavagabunda da filha.quadrinhos eróticosnao resisti a buceta da minha mae