Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

FODIDA NA PRAÇA

Oi para todos, esse é meu primeiro conto. Primeiramente vou me apresentar, me chamo Andréia, atualmente tenho 23, recém formada em ciências contábeis, tenho 1,68m, 53kg, tenho um bumbum que me rendem muitos elogios, seios médios, e gosto sempre de deixar minha marquinha de biquine a mostra que me deixa bem mais atraente. O conto que vou relatar aconteceu quando eu tinha 19 aninhos, mas já tinha uns anos de pratica. De férias fui visitar minha tia que mora em Salvador, ela era viúva e morava sá com minha prima Renata de 20 anos na época. Cheguei lá na terça e ate sexta nada de demais havia acontecido. Quando chega sexta-feira Rê (que era minha prima favorita, pois sempre aprontávamos juntas) me fala que iría a um churrasco no sábado e se eu quisesse poderia ir com ela, claro que aceitei. A noite como nos outros dias formos passear e ela sempre me deixava chupando dedo, saia com seu namorado e me deixava sozinha, pois ainda não tinha encontrado ninguém interessante. Chegando no sábado formos ao churrasco por volta de umas 11:30 da manhã. Eu vestia uma calça bem justa (que deixava minha marca de biquine a mostra) e um tomara que caia deixando minha barriguinha também para o povo ver. Rê por sua vez vestia uma sainha minúscula e uma camiseta, iría sem o namorado por isso vestia asim. Chegamos na festa fomos bem recebidas por Lucas (o dono da festa) Rê me apresentou a ele e pude perceber que não tirava o olho de minha marquinha. Fingi não perceber e fui aproveitar a festa com minha prima. Depois de umas 3 horas regada a cerveja Rê já se encontrava bem alegre e dançava muito, como usava uma saia muito pequena ao se rebolar até o chão mostrava a todos sua calcinha minúscula vermelha (nossa quanto homem babando). Com aquilo ela foi cercada por uns sete caras e eu me sai, fui tomar mais cervejas em outro local. Um rapaz chegou perto de mim e se apresentou com o nome de Victor, começamos a conversar e pude perceber seu interesse em meu corpo. Depois de mais de meia hora de conversa, resolvemos dar uns amassamos, ficamos ali por mais de uma horas nos amassando bem gostoso e já tava bem meladinha sentindo o pau dele roçar em mim por cima da calça. Depois resolvemos dar um tempo e fui procurar por Rê, acabei encontrando ela na lavanderia engolindo um cacete, achei melhor não incomodar e sai logo (se bem que gostaria de ficar ali olhando tudo), voltei para beber mais e como também já tava muito legal, fui dançar para suar um pouco. Fiquei dançando e sendo encochada por mais de duas horas, avistei Rê e fui ao encontro dela, me contou o que havia acontecido fingi não saber de nada, conversamos muito ela me falou que foi maravilhosos e que até o final da brincadeira iria ter mais. Voltamos a dançar e Victor veio por traz e me beijou a nuca, me arrepiei todinha nessa hora. Ele me chamou para irmos a um canto mais aconchegante, ele me levou para um fundinho onde tinha pouca luz, mas quando chegamos lá tivemos azar pois o local já havia um casal, ficamos procurando onde ficarmos mas tava difícil, então ele me levou para fora da casa e formos para uma praça perto da casa, procuramos um local bem escurinho e ficamos em um batente meio alto. Ele assim que chagamos me beijou logo e foi alisando todo meu corpo, e forçava seu corpo no meu, assim eu sentia seu pau roçando mais uma vez no meu corpo. Ele então baixou meu tomara que caia e mamou para valer em meus peitos. Eu como estava gostando muito da brincadeira resolvi colocar a mão no pau dele ainda por cima da bermuta e apertava muito. Então abriu minha calça e colocou mão dentro e começou a alisar minha xaninha que já tava totalmente encharcada, primeiro por cima da calcinha e depois por dentro. Minha xota piscava de tanto tesão, parecia implorar para receber aquele cacete duro que eu tinha na mão, coloquei o pau dele para fora e comecei a punhetar enquanto ele descia mais minha calça e colocava dois dedos em mim. Depois baixei e comecei a chupar ele com gosto até ele gozar em minha boca, não deixei cair nenhuma gota. Depois que engoli tudinho continuei a chupar para reanimá-lo, o que não demorou muito. Levantei e pedi para que ele enterrasse tudo em mim, ele me virou e começou a botar, bem devagar, sentia aquela pica deslizando em minha xana toda molhada, começou um vai e vem e cada vez mais frenético. Nesse momento fui às nuvens de tanto tesão e sem demora gozei junto com ele em um gozo bem demorado. Quando nos reanimamos percebemos que estávamos sendo observado por dois garotos. Senti um enorme susto na hora mas depois relaxei, vi que eles gostavam do que viram e baixei de novo para chupar mais uma vez Victor, foi quando passou um senhor com cabelos já brancos olhando, me levantei e voltamos para a casa. Rê disse que me procurava a muito tempo e já era hora de ir para casa, me despedi de Victor e resolvemos ir para casa. Depois daquele dia trepei mais duas vezes com Victor quando aconteceu de minha tia nos pegar no flagra, mas essa historia fica para outra vez. Quem quiser me contar seus flagras e sá mandar e-mais: [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos erotico gay negro dando pra brancocontos madre superiorasContos dei o cuzinho para a travesti fabiola voguelcontos comi meu filinho e o amiguinhomulher botando a x*** para o cachorro lamberContos erotico minha esposa dançou na rola e bebeu porra do desconhecidosandra porno animais homem comendo o cu do cavalo ele gostaninfeta bebeu e desmaiouresguardando a namorada contoconto erotico minha esposa era certinhacontos eroticos comi a corretorabundudo com a bunda Vermelha e molhadinha de tanto leva Contos punheta na massagem no penis do meninoconto erotico footjob da primacontos eroticos nanyConto erotic dormi na casa do vizinhomeu professor come caralho a xana contos eroticoscomo eu faço pra apreparar minha buceta pra primeira relaçao sexualconto erotico incesto sonifero filhacomtos eroticos bebo porra de veilinhocontos eroticos reais de mulheres casadas crente que ja enfio o pepino no.cucontos eroticos, fatos reais se afogou com bem dotadozoofilia gay extraordinárias bizarroscontos erotico gay negro dando pra brancoviajando pra casa de minha tia fude minha mae com chantagem casa dos contosconto de arrombando o cu do empregadocanto erotico comi namoradaContos eróticos netas funkeirashistoria porno de meninas com seu irmao tarado nocampcontos eroticos dividindo a namorada com um estranhocriando o sobrinho banho contocontos er safadoo pau do meu irmao era muito grande nao cabia na minha boca, contos eroticosconto megao dotato torano a casada na frente do marido na praia de nudismoamante coloca casada de bruços e come o cu délaContos erotico ferias quentes cinco o retorno do titio pegadorcontos eroticos negao so comeu o cu da minha mulhercontos eróticos márido perdeu a apostacontos picantes de lambida na chanaenrabei a luzia quando ela era casada contosporno nas baladas de contagem novinhasnovinha com peso na barriga usando churrasco de vídeo pornôcontos caipiras amadores bucetascontos de meninas safadinhacontos eroticos casada pau pequenosou casada mostri a buceta oeo meninocontos gay moro sozinho eo vizinho descobriu e me come com os olhoscontos traição no bailemamada gay contocache:sU9kWxVzUNAJ:idlestates.ru/conto-categoria-mais-lidos_8_26_teens.html o lekinho putinha da turma conto eroticocontos eróticos minha aluna de 9contos eroticos gays dei pro porteirode calcinhasaco na bucetalambidaConto erotico meu cachorro taradoMeu primo que chupa no meu pauContoseroticosdesolteiraspadrinho enchendo a boca da afilhada de muita porracontos me vendiconto gay hetero em exame de prostatagozounaminhacaracontos eróticos eu e meu pai comemos a faxineiracontos eroticos gay meu vizinho de dezenove anos me comeu quando eu tinha dez anoscontos sou puta e insaciável por rolacontos eroticos vi minha namorada chorarcomendo minha sogra ruiva de 52 anos coroa mais gostosa do brasilAi amorzinho tá doendo mas tá tão gostoso essa rola no meu péEmrabado por travestis na frente da mulher contostranzando com a sogra coroa na presença do sogroespiando minha tia safada.htmlconto erotico peguei minha tia fumadotrai meu marido com um moto taxi contogozaram em minha boca durante a viagemcasa erotica meu amigo dormiu na minha casa e eu virei cornomae jenmendo muito alto filho comendo mae no quartocontos eroticos de enteada que transou aos cinco aninhos com padrastoContos eroticos estupradacorno capacho viado humilhado conto eroticocontos erótico brincadeira papai e mamãe