Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

“AMOR PROIBIDO, SEXO E AVENTURA”.

Minha família é composta por meu pai: Roberto 53 anos, Minha mãe Maria Cleide 48 anos, Eu Danilo Ribeiro 28 anos, João Paulo outro irmão 25 anos e Denise minha irmã 22 anos.



Meu perfil: Danilo Ribeiro tenho 28 anos, sou um rapaz moreno, olhos castanhos, cabelos curtos, porte físico atlético, devo ter uns 19 à 20 cm de rola, já fui casado tenho uma filha de três anos de idade, estou separado de minha ex-mulher a um ano e três meses, atualmente estou morando com minha mãe.



Perfil de minha mãe: Maria Cleide, ela tem 48 anos, cabelos castanhos até os ombros, olhos esverdeados, corpo moderado, ela tem um sorriso muito bonito, lábios vermelho carnudos, seios médios, pernas grossas, bumbum cheinho, apesar da idade e dos filhos ela é uma mulher bem conservada.



Casei-me cedo demais aos 19 anos de idade já vivia amigavelmente com Rosangela uma mulher mais velha que eu 22 anos e dessa união nasceu nossa filha hoje com três anos de idade, mais nosso casamento não deu certo e separamos e desde que me separei voltei a morar na casa de meus pais.



A princípio que vim morar com meus pais, eu dormia na sala, pois não tinha quarto para ficar, meses depois nos fundos de minha casa construí um quarto grande com banheiro, uma sala e uma área e passei dormir no cômodo novo, como minha mãe e meu pai viviam brigando, e por algumas vezes ela tinha dormido comigo em meu quarto, conversando com ela dividi o quarto para mim e para ela, não existia parede dividindo e sim meu guarda roupas fazia a divisária, porem ela tinha a cama dela de casal e eu a minha de solteiro, mais todos os dias dormíamos juntos ora na cama dela, ora em minha cama e passamos a conversar muito e chegamos ao ponto de falar de nossa vida sexual, ela falava de sua vida com meu pai e eu, porém falava de minha vida com minha ex-mulher e algumas namoradas, depois que começamos a conversar sobre sexualidade notei o interesse que minha mãe tinha em falar de sexo e passei a observar os modos dela tanto em se vestir como se portar dentro de casa e por muitas vezes cheguei a pensar besteiras.



Certo dia estava conversado e falamos sobre traição ela dizia nunca ter traído meu pai, perguntei se ela tinha vontade de trair e ela ficou em silêncio, olhei para ela e não sei o que deu em mim fomos aproximando e aconteceu um beijo, depois pedi desculpas, ela também ficou sem jeito, fomos dormir, dormi pensando no que tinha acontecido.



Tudo começou numa tarde de domingo, depois do almoço fui a praia em companhia de minha mãe, banhamos, pegamos sol, no final do dia estava na praia eu e minha mãe e um outro casal, pouco depois o casal foi embora e ficamos a sás, logo depois levantamos e fomos por uma trilha que dá acesso à rua onde tinha deixado o carro, mais antes paramos e por mais uma vez nasceu um desejo entre nás que deu origem a um novo beijo, desta vez beijamos, depois nos olhamos e beijamos novamente, trocamos algumas palavras e voltamos a beijar daí um clima tomou conta de mim passei a tocar o corpo dela bem como ela o meu, soltei a parte superior do biquíni e beijei os seios, afastamos um pouco do caminho e a excitação tomou conta de nás, mais foi eu quem tomou a iniciativa, levei a mão e tirei seu biquíni da parte inferior e apreciei a visão, também tirei minha sunga, com ela em pé fiz um carinho tocando minha língua em seu clitáris ela gemia de prazer, coloquei a toalha no chão e deitei em cima, ela subiu em cima de mim e veio segurando meu membro e direcionando em sua vagina e começamos a penetração, ela parecia estar no cio, gemia de tesão, senti ela jogar o peso do seu corpo todo sobre mim e arrastar, ela tinha chegado ao êxtase, eu ainda não, mais ela levantou-se de cima de mim pegou o biquíni colocou rapidamente e saiu, fui atrás dela e encontrei-a no caminho chorando muito, no carro conversamos muito ela sá falava o que fizemos como eu vou olhar para você agora, conversei muito com ela mesmo assim ela ficou estranha demais, depois de muito tempo fomos para casa, ela já mais calma, em casa conversamos ela porem aparentava muito arrependimento e neste dia não dormiu no quarto, dormiu no quarto do meu pai, ficamos dois dias sá falando o essencial e ela dormindo com meu pai, no terceiro dia ela voltou a dormir no quarto em sua cama, porem ainda não estávamos falando muito bem, como de costume gosto de sair as sexta feira a noite para curtir seresta e estava me arrumando para sair quando minha mãe me chamou para conversar, conversamos muito ficamos nos olhando e ela com uma voz meio rouca pediu um beijo, aproximamos e beijamos, depois ela pediu desculpas e disse que tinha sentido algo estranho, perguntei se ela estava arrependida ela disse não, chamei ela para sair comigo ela mais que depressa foi tomar banho arrumou-se, chamei ela para irmos para um motel e fomos, no motel ela parecia uma nova mulher romântica, carinhosa, beijamos muito, despimos-nos e desta vez apreciei o belo corpo dela com um detalhe desta vez ela tinha se depilado e pude apreciar como ela é gostosa, fomos para sauna, acariciamos, trocamos palavras de amor, fomos para cama, comecei com um oral bem lento e carinhoso ela dizia que não fazia oral a muitos anos, mais fez tão gostoso que foi um dos melhores que já recebi, depois ela veio por cima e penetrei-a com carinho, ficamos no vai e vem desta vez eu gozei, me bateu um sentimento estranho mais não deixei ela perceber mais os beijos e os carinhos dela logo me deixou excitado novamente e transamos por diversas vezes, abraçamos beijamos muito.



Depois começamos a relacionar todos os dias, ora na minha cama, ora na cama dela, ou por partes pela casa, mais sempre com muito cuidado para meu pai e meus irmãos não perceberem.



Estamos juntos vai fazer cinco meses e nestes cinco meses temos vivido uma vida maravilhosa, nosso relacionamento não é sá sexo apesar de gostarmos muito de sexo, existe amor, carinho, curtimos namorar e trocar palavras carinhosas.



Nunca usei preservativos com minha mãe, sempre relacionamos até o fim seja oral, anal ou vaginal acho que isto é um fator que apimenta nossa relação e o fato que nos damos muito bem.



De todas as mulheres que já fiquei minha mãe é a melhor de todas, ela é quente demais, também sou quente e tenho alguém a minha altura.



[email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos erotico meu cu mastigando o contos porno de comeram minha namoradaconto erotico o bandido me vez come o cu da minha filhaContos erroticos visinho fodedo novinhaContos eu d travesti meu fazia eu pagar suas dividascontos fui passear com minha esposa na casa de um amigo e virei cornocondos erodicos vizinho lindominha cunhada traindo meu irmao com o patrai contosxvideo conto mario. aceitou ser cornoporno aniverssrio do sobrinho a tia fudet com eleconto erotico cadelizacao amarradaTennis zelenograd contocontos eróticos comendo minha enteada dormindocontos contados por mulheres que maridos insistiram para elas usar roupas mais curtasTennis zelenogradbanho acompanhado contos eróticosconto erotico teen gy saradinhoHistoria prima negra e tia gorda dando bucheta pra primo contoscontos eroticos casais falando putaria fantasiando outrome comeramdormindo contoseróticosContos.encesto.na.cadeiaconto gay meu cunhado comeu meu rabo e virou meu namoradocontos eroticos gay babydollcontos erotico dei o cucontos colega de futebol pediu pra comer me cuzinhocontoseroticos sem querecontos eroticos sou crente casada mas tenho fogo no cununca falei eu falei contos eróticosContos de ninfetas dando o rabo no trabalhocontos de cornoso cavaloenfiou seu pau com tudo no meu cu gritei de dor videos pornotravesti putinha passiva de minisaia pornoprofessor cacetudo comendo o cuzinho do menino afeminado no banheirogostosa loira safada peladinfacontos eroticos de enteadasver contos eroticos de irma dando pro irmaoconto erotico de entidas e gravidaContos.eroticos.enfiando.cu.da.maeconto gay me comeu dormindoconto cacete grossocontos eroticos com roberta putinhaConto podolatria gay o chulé do loirorelato erotico marido traiContos Mamadas no paizimvideornpossDesvirginando a sobrinha de 18 anoscontos eroticos sensuais no restaurante do nudismotravesti pau duro contoscontos eroticos lesbicas vi a buceta da minha amiga grande e greludacontos eroticos cuidando do meu genro asidentadolencol conto heteroConto erotico meu marido so na puneta o pal dele nao enduresesexo com mulher realisando fetiche do marido de da o cu para elaconto estrupando o cu da menininha novinhacontos eróticos me fode caralho vaiContos amigo negro fou posar em casa e tracoy minha espisaa patroa e a filha. conto eroticocontos de corno acampandocontos verídicas de sexo em montes clarosbundinhas empinadas virgem contoscansei de morde sua buceta agora eu quero é o cuconto erótico a matuta.Assisti uma enrabada relatosrelatos de um negao roludo me desvirginoucontos eróticos gays cavalgando no padrinhovideos de motoristasbatendo punhetasconto comendo a babafudi a bundinha da juju com minha rola grande contosconto eróticos eu mãe e irmã no hotelcontos de coroa com novinhoContos eroticos(colei velcro com a vizinha e gostei)fudeu e gozou dentro do cuzinho do barbeirocontos pedi meu cabaco para um velhoafilhada carente contoTennis zelenogradcontos casada honesta deu a bucetinhacontos sexo estorando cucontos comi a japonesa rabuda casadawild thermas conto eroticoenche esse cu de leite contoscontos de coroa com novinho