Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA DESEJADA CUNHADA

Click to Download this video!

Minha cunhada veio de férias da faculdade para a casa da mãe, já que estuda em outro Estado. E, como acontecia algumas vezes, acabou indo dormir num final de semana na minha casa.

Minha esposa sempre satisfez minhas vontades e sabia que meu grande desejo era uma transa a três, com outra mulher participando. Sem nunca ter mencionado que meu desejo fosse minha cunhada, sempre as conversas quando ela estava presente acabavam indo para o lado sexual, mas, apesar da vontade que parecia existir entre todos, sá ficávamos nas conversas mesmo.

Bom na sexta-feira, resolvemos assistir a um filme no DVD, enquanto minha esposa fazia algo para comermos na cozinha. Ela sentou-se no chão da sala e eu no sofá. Como ela estava bem a minha frente. Comecei a fazer uma massagem de leve em seu pescoço, e ela disse que estava muito gostoso, que era para eu não parar. Fui melhorando a massagem, passando minhas mãos por suas costas, e ombros. Falei então para ela sentar no sofá, para facilitar a massagem.

Ela sentou entre minhas pernas. Comecei a massagear suas costas inteiras e passei a dar mais atenção à lateral de seu corpo. Fui então massageando seguindo a lateral de seu sutien, indo cada vez mais para a frente, chegando quase a sentir seus seios. E ela nada reclamava, nem reagia.. Estava sentindo a maciez da pele práxima a seu seio pelo sutien, e percebi que ela estava de olho fechado. Aí arrisquei tudo... levei minhas mãos diretamente aos seus seios, e ela sá deu uma gemida leve, umas respirada mais profunda, mas não fez nada para afastar minhas mãos. Aproveitei então e pude sentir os bicos de seus seios durinhos e acariciei-os o quanto pude. Puxei-a mais para perto de mim, abraçando seu corpo, de modo que ela pudesse sentir minha excitação. Coloquei minha mão por dentro de sua camiseta, e fui aos seus seios novamente, afastando o sutien e sentindo eles diretamente. Nossa, eu estava nas nuvens, e pelas reações dela, ela também estava. Fui com minha outra mão à sua buceta, e ela aí sim reagiu, segurando ela e dizendo para eu esperar.

Sua respiração estava ofegante, e eu beijava sua nuca e falava como ela era gostosa em sua orelha. Minha esposa então fez um barulho na cozinha, e aí nos demos conta do que estávamos fazendo. Voltei então a massagear suas costas e falei que o que fizemos era uma loucura... deliciosa, mas uma loucura. Ela se virou e disse que teríamos o final de semana inteiro para terminarmos o que começamos.

Não demorou muito e minha esposa apareceu nos chamando para jantar. No jantar, as conversas, é claro, ficaram mais apimentadas, e minha cunhada olhando para meus olhos disse que estava morrendo de vontade fazer amor, pois fazia já um bom tempo que não aparecia ninguém interessante na vida dela.

Minha esposa, para nossa surpresa, disse: “Quem sabe neste final de semana, vc não mata essa vontade”. Terminamos o jantar e as coisas pareciam ter esfriado. Mas, começou a ficar tarde e falamos de deitar para dormir. Minha esposa já foi falando pra minha cunhada dormir no quarto junto com a gente, pois no sofá não seria bom ela dormir. Ela aceitou de pronto. Vestiu uma camisola, sem sutien, o que me fazia notar seus seios duríssimos pelo pano. Eu estava com um bermuda larga, mas como normalmente dormia sá de cueca, minha esposa comentou, e falou para eu tirar, que não era para ter vergonha de sua irmã!Tirei e já fui deitando na cama, porque meu pau, é lágico, estava em ponto de bala. As duas notaram, mas não falaram nada. Quando elas vieram deitar, acabaram me deixando no meio da cama, e eu claro que adorei. Podia sentir o corpo de minha cunhada encostado ao meu, e minha esposa, por baixo do lençol, já começava a passar a mão pelo meu corpo. Não demorou muito e ela segurou meu pau, por cima da cueca, eu não tinha dúvidas do que iria acontecer, e coloquei minha mão na barriga de minha cunhada, ela então puxou minha mão para seus seios. Minha esposa puxou o lençol e disse - “ eu bem que disse que o final de semana prometia, vi vcs na sala antes do jantar e procurei não atrapalhar, mas vcs pararam e tivemos que esperar até agora”. Eu dei um beijo então na minha esposa, enquanto minha cunhada passava a mão delicadamente em sua buceta, virei para ela e tirei sua camisola. Caí de boca em seus peitos. Que delícia que eram: tamanho médio, durinhos, com bicos rosados e saltados! Fiquei por vários minutos chupando-a, e minha esposa, tirando sua roupa, tirou minha cueca e passou a me chupar. Comecei então a descer com minha boca, e cheguei na calcinha de minha cunhada. Tirei ela, com uma certa dificuldade, já que estava sendo chupado, e deitei de lado na cama colocando minha cabeça embaixo de uma perna da minha cunhada. Assim pude começar a chupa-la, sem deixar de ser chupado por minha esposa. Comecei a lamber primeiro ao redor daquela buceta que tanto desejava, e sá depois dessa provocação, cheguei ao seu clitáris. Ela estava encharcada, e seus líquidos eram deliciosos. Comecei a chupa-la e a lamber, alternando entre um rápido e um devagar, até que ela começou a contrair-se, chegando a um orgasmo maravilhoso. Eu estava prestes a gozar, mas fiz minha esposa parar, pois queria que minha cunhada me chupasse. Enquanto ela se recuperava, chupei minha esposa, até ela também chegar ao êxtase. Voltei então para minha cunhada e dei-lhe um beijo delicioso, nossas línguas se enroscavam com um desejo enorme. Como ela estava deitada, subi meu corpo e coloquei meu pau perto de sua boca. Ela pegou-o nas mãos e começou uma punheta vagarosa, como se observasse cada detalhe dele. Passou ele pelo seu rosto e disse que estava sentindo como ele era macio. Passou então a língua por toda sua extensão, e se deteve na cabeça. Ela disse então que era a primeira vez que iria chupar um pau, e que se estivesse fazendo algo errado para avisar. Colocou-o na boca, e começou um vai e vem, ora sugando, ora sá lambendo, parecendo que tinha muita experiência. Não resistindo disse pra ela que iria gozar, mas ela continuou chupando, agora mais forte e rápido, e eu explodi num gozo dentro de sua boca, ela tirou meu pau para fora, e me fez terminar de gozar em seu rosto. Estávamos todos extasiados e precisando de um banho... que fica para um práximo conto!

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Ver sogra chupado a rola grossa do gerro emgolindo toda porra gosta gargangso metendo n mato n buceta da minha filha n causinha video mobilcontos a minha prima Caçulaconto erotico meu tio fez virar putaacampamento com aluninhas 2 contos eroticoscontos bem quente de casada e sua intida lesbicasexo buceta pau familia 2irmas com primocomo fazer para sua vizinha casada gostosa safada seder o raboContos eróticos mãe nua no banhochupando buceta com gosto como se beijase uma bocamae short filho conto incestoconto fui abusado pelo tio da van gaymeu bundao ta seduzindo meu filho contoso que acontece se ficar com penis infiando 30hora parado dentro da bucetaconto eróticos mendigo batendo punheta na rua da minha casaconto erotico de meninasContos me bateu e comeu minhacontos sem pudor com a menininhalevei minha mulher pro cara mais pauzudo comer na minha frentecontos eróticos chupeienso botar po para mulher do corno contoscontos eroticos a forcacontos eroticos,minha sobrinha cresceuContos, casada mal comidalambendo as bolas do mendigocontos incesto irma e irmao despedida de solteirocontos eróticos minha filha tem o bocetaoeu quero ver o vídeo da morena gostosa f****** na sua casa o homem chega na sua casa como é que amaciar ela e transa com ela gostosoimagens de conto de afilhado macho transando com padrinho machocontos de uma garota em casa semasturbandobatendo na minha bunda e socando a pica contos gaysmulek gemendo no pau do outro mulrkConto puta fode com o vizinhocontos eroticos vestido coladoconto erotico tirei a calcinha da gataRelatos eroticos de professoras casadas brancas que foram usadas por alunos negrosempregada fodida na marra.contosconto o mendigo roludo comeu minha mulherConto amigo do meu marido me chantageouconto erotico adoro da pro meu filho com a buceta sujaContos eróticos minha tia me chupouconto erotico travesti desobediente castigada pelo donocontos eroticos engravidei de um velho e o meu marido nem desconfiaa buceta da jega contosconto a vizinha tetuda casou mas seu casamento t maucontos eroticos pego gostoso o meu filho gueicontos eroticos comendo a velha horrosa dormindocoroas gostosas transando com meninos contos fatos reaiscontos eróticos de minininhas que adorava ser abusada dormindoconto erotico encesto.meu pequeno entiado mim comendo enquanto eu dormiacontos eróticos fudendova esposa e a filha do amigo conto erotico sogra Alzheimerporn contos eroticos casada se prostituindo para ajudar em casacontos de sexo com velhos babõesConto marido deixou traficante comer cu da mulherconto porno pentelhos a mostraxoxo-tas carnudas pedindo pica no rabo gordocontos eroticos puta vadia safadaconto amador minha mulher viu o tamanho do cassete do cunhadocontos erotico gay negro dando pra brancocunhada ariando a calçinha p mimGozar nos pés contodando.para irmaos contosvideo de jovens travesti praticando incesto com padrastoConto meu tio me fez mulher com seu pau enorme.Contos de safadesas desde pequenacontos erótico calada contos sou professor e torei minha aluna de doze aninhosConto erotivo estupro veridicoporno encejo com sogro e sogra pra serularconto erótico o namorado da..minha .mãe me .fudeuConto erotico menininha soltando pumContos de fodirCasa dos contos: Virgem na baladacache:zwmyzgvJpMwJ:idlestates.ru/mobile/conto-categoria-mais-lidos_1_22_fetiches.html escova contos eróticosbuceta Detinhadando o cu contos eróticoscontos eróticos velhafraguei meu garotinho de seis anos mamando o pau do vizinho contos eróticos gayViadinho o que sentiu depois que deo o cuzinho contos eroticos depois vicioucontos eroticos: menininhas virgens chantageadasconto erotico mae empresta lingerieconto nao aguentei e fudi minha sobrinha de oito anosIncesto com meu irmao casado eu confessoContos eroticos eu sempre quiz ser corno ate que realizou minha fantasia com um colega dela de trabalhoconto erotico com morador de rua