Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

ALMOÇO DEPRAVADO COM A FILHINHA PUTA!

Há aproximadamente dois anos, eu e minha esposa, Leila,

transamos com nossa filha, Sabrina.

A Sabrina se mostrou desde cedo muito safada, o que

logo despertou os desejos de sua mãe, que já foi dançarina

de boate (para não dizer que ela era puta)! A partir

daí, foi esperar a oportunidade certa para começarmos

nossa "farra".

Numa outra oportunidade, escreverei contando como começamos

a transar com a Sabrina, hj quero contar a última surpresa

que essa putinha por natureza nos aprontou.

Há uns dois fins de semana atrás, eu estava navegando

na internet, enquanto a Leila, minha esposa, estava

preparando

o almoço. A Sabrina estava impossível naquela manhã!

Apesar de termos transado logo cedo, ela não se satisfez.

Depois do banho não quis se vestir, passou a manhã inteira

andando pelada

pela casa e se masturbando. De vez em quando ela vinha

chupar meu pau um pouco, depois ia brincar com a Leila,

voltava a se masturbar, até que ela foi à cozinha dizendo

que estava com fome. Sua mãe lhe disse que estava fazendo

macarrão para o almoço e que não demoraria. Mesmo assim

ela pegou um pequeno copo no armário, colocou um pouco

de

leite condensado e saiu comendo. Veio até meu quarto,

onde eu ainda estava navegando, vendo fotos pornôs.

Ela começou a lambuzar seu consolo com o

leite condensado e enfiá-lo em sua xaninha. Depois de

tirá-lo, todo melado, ela o chupava e cuspia, deixando

seu brinquedo bem lambuzado... Eu já estava excitado

devido às fotos e ao chat que estava, aproveitei a deixa

para me virar de frente para Sabrina, tirei meu pau

e

comecei um suave e lento vai-e-vem, esperando que ela

viesse me chupar, mas, com um sorriso maroto, ela se



aproximou, deu um beijinho sapeca na cabeça vermelha

da minha pica e disse: "vamos papai, mamãe já preparou

o almoço!". Sorriu e saiu rebolando para a cozinha.

Confesso que fiquei desapontado, mas, tudo bem. Me

despedi

da garota da sala de bate-papo, terminei de salvar os

filmes e fotos que

estava baixando da net e também segui para a cozinha.

Foi, no mínimo inusitada, a cena que vi ao chegar...

Minha esposa estava com a blusa levantada e o sutiã

abaixado, deixando seus seios à mostra. Tinha os biquinhos

durinhos e estava toda suja de molho do macarrão; a

Sabrina,

tinha o rosto também sujo de molho e muito macarrão

espalhado

pelo corpo. Pude perceber que com uma mão pegava a comida

com o garfo, sempre deixando cair um pouco para fora

da boca, e com a outra mão se mastubava. Minha esposa

apenas sorria para mim, achando graça de toda aquela

cena.

Minha filinha então, olha para mim e diz, ainda de

boca

cheia: "vem cá papai, almoce conosco também". Ela me

puxou pela bermuda e me

colocou de pé ao seu lado, tirou meu pau da bermuda

e

começou a chupá-lo, ainda com muita comida na boca.

Vi

minha rola ficando vermelha

de tesão e molho de macarrão. Minha esposa apenas ria,

esfregando um cubo de gelo nos bicos dos seios.

Eu tinha o pau dolorido de tanto tesão. Ela chupava,

cuspia na cabeça do pau, massageava meu saco, chupava

minhas bola e salivava muito, fiquei todo melado de

uma

mistura de baba com molho... Minhas pernas já estavam

ficando bambas, eu apertava sua cabeça contra meu pau,

querendo ir até o fundo de sua garganta, a puxava pelo

cabelo e dizia: "isso filhinha, mostra para

mim que tua mãe te ensinou direitinho a ser puta! Chupa!

Chupa vadia!"

Ela percebeu que eu estava para gozar e parou.

- Esse macarrão está tão gostoso mamãe - disse Sabrina.

Mas acho que ainda falta um toque especial!

Aí, ela direcionou meu pau para seu prato de macarrão

e esfregou a ponta na comida. O calor da comida, que

cobria minha pica, era delicioso. Sabrina continuou

a

massagear meu saco, segurando meu pau com a outra mão.

Então, não aguentei mais, e comecei a gozar. Em cima

do prato! Cobri seu macarrão de porra, muita porra.

Eu

estava com muito tesão.

Quase cai para trás, estava sem forças. Meu pau começou

a amolecer, então arrastei uma cadeira e me sentei.

Sabrina

misturou o macarrão no prato e começou a comer. Devora

a comida, e

dizia, com a boca cheia, deixando sempre cair um pouco

de macarrão que escorria pelo corpo: "agora sim, mamãe,

está uma delícia!".

Terminamos de almoçar e pedi para descansar um pouco.

Minha filha falou: "então vá para a sala com a mamãe,

porque EU vou preparar

a sobremesa, mas não quero ninguém cansado, porque vai

ser BEM melhor que o almoço!".

Peguei minha esposa pelo braço e fomos para o sofá

tomando

um copo de suco.

Ouvimos Sabrina arrumando a bagunça que fizera na cozinha

e depois de uns vinte minutos ela apareceu na sala para

a sobremesa...



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos sou brocha e minha esposa arumo amantesvelhas fazendeiras piranhas brasileiras fudendomeu,vizinho mais velho me lambeuHistorias erosticas viadinho dano o rabinho para o policias e chora d dorcasados contos cdezinha aliviando amigocontos de pirocudascontos fudendo sogra so com brincadeirascunhada sem calçinha contoscontos eróticos incesto com meu pai e seu João na fazendamelzinha de contagem no pornojaponesinha timida durmindo novelas pornorCasa dos Conto a beira de uma suruba esposa casadachorei no pau grosso do meu tio ele comeu meu cuOlá tia tudo bem professora Todo mundo da sala PELADOcontos eroticos aposentadas cavalaspodolatria com a mulher do meu amigo conto eroticominha esposa e os caminhoneiroso contostitio disse q ia fazer passar a vontade de fazer xixi contos eroticoscontos irmao gritar vai quase gozandofui tomar banho na casa do amigo e comeu a mulher delerelatos de um negao roludo me desvirginoucontos eroticos gratis submissão chantagem casadascontos eroticos a talaricacontos eroticos relatados por mulherescaregando no colo pornodoidoMinha mulher voltou bebada e sem calcinha em casa contosmeu marido me levou pra casa de swing contosdei o cu na cabine erotica p travecovistorias eroticas de zoofiliaconto minha madrasta me transformou em mulherconto erotico comendo esposa com pinto e cenouraconto erotica homen goza na minha verditodepois do anus e da vagina tem outraentrada pro penis entrar?contos eroticos com sogro e sogracontos eroticos meninos cuidando dos filhos da vizinhacontos gay fetiche em gordinhoCONTOS EROTICOS DE SENHORAS FUDENDO COM GAROTOScontos eróticos pai e amigoscontos herticos eu i meu pai ele me chupou enquanto dormiabuceta virgem sendo chupada e descabaçada por coroas contosporn clube chantageadas por dividas do maridocontos sex fui tratada como putacontos dei um beijao na boca do meu tioaiii uii vai amor me come contosconto erotico gay seduzindo o tio velho coroa grisalhoconto cunhado no couchao da salaconto erótico o que rola em cine Porno do Brasilconto eróticos comi minha prima mae solteira carentebaxinha no hotel com namoradodona florinda so ela dona florinda vaginasexo contos branquinho fode negroCercada por varios contos eroticoscasadas que postam fotos de itanhaemComtos erotecos de imcesto minha mae sentou no meu colocontos esposa conhecemos meus amigoscasadas baxias di calsias na zoofiliacontos erotico meu chefe me pediu para vestir uma tubinhacontos minha tem buceta gostosa ela ta dando pra outro picudoContos lesbicas sou casada e minha comadrd me seduziuContos gay foda no quarto escurocontos de traição com motoboy//spbgau-kf.ru/mobile/conto_27737_caralho-do-meu-tio..htmlJamanta comeu meu cuzinho a forçavídeos de********* pornô da mulher morena que tem os peito grande para batata chupa a goza na cara melada cara tôcontos eroticos de padrinhos iperdotados comendo casais e comadresContos meu sogro arrombou minha bundacontos eróticos tio e sobrinhofiz troca troca com meu amigo : contos eróticoscontos eroticos comi a buceta da minha amiga na capoeiracontos melei a cuecacontos eroticos corno e amigo cama