Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MONICA, LIVIA, JULIO E RENATO ? PARTE 3

Neste dia, Livia comentou que queria andar a cavalo. Pedimos 4 cavalos mansos e saímos. Apás mais de 1 hora chegamos a um rio. Estávamos com calor e suados e decidimos refrescarmos-nos. Não trouxéramos maiôs e a solução foi ficarmos nus. Eu e Livia, ruborizamos envergonhadas ao nos despirmos diante de nossos filhos, mas o convite da água era demasiado. Pela primeira vez Livia tinha a oportunidade de ver a ferramenta que me dava tanto prazer. Segurei Renato pelo pau e beijei-o de língua. Julio e Livia se acariciavam quando entramos na água. Brincamos durante algum tempo e nossos corpos se tocavam. Decidimos sair e Julio deitou Livia na relva sugando suas tetas. Era uma cena erática que despertou meu tesão. Sem hesitação, baixei à frente de Renato e abocanhei sua vara. Chupei com vigor e vontade recebendo o esperma de meu amante no rosto e colo. Renato gozou abundantemente e, ao terminar, ouvi Livia e Julio nos aplaudindo.rn?Mamãe, você chupa como uma puta?, disse Julio. Livia comentou que eu estava me revelando com seu filho. Retorqui que redescobria minha carência sexual com Renato. rnAo retornarmos, os homens exigiram que montássemos nuas. Nossos sexos tocavam a patilha (parte anterior da sela), excitando-nos. Diversas vezes gritamos nossos orgasmos para deleite dos machos que nos amparavam evitando a queda. Vestimo-nos práximo ao estábulo mas as selas exalavam o odor dos líquidos vaginais.rnNossos homens foram para a piscina e eu e Livia aproveitamos para nos limparmos num banho. Livia solicitou que ensaboasse suas costas e nos aproximamos. Encostou-me à parede e tocou meus seios que reagiram prontamente. Sua mão baixou até meu sexo e um dedo titilou meu clitáris que endureceu. Suspirei alto.rn?Você gosta de mulher, Monica ??, perguntou.rn?Nunca tive uma relação lésbica e não sei?, respondi.rn?Quer experimentar ??. rnAntes que pudesse responder, baixou a boca aos seios e sugou. Estremeci, arfei e gemi, surpresa com a intensidade do choque que percorreu meu corpo. Livia indagou se gostava e não a interrompi. Ao mesmo tempo acariciei sua gruta. Pressionou-a em minha mão e pediu para penetrá-la com meus dedos. Beijou meus lábios e correspondi entreabrindo-os. Nossas línguas duelaram como cobras, sedentas e carentes. As vaginas se tocaram. Èramos duas femeas no cio mas paramos antes de gozar pois não queríamos que nos vissem.rnNossos homens perceberam que algo havia acontecido, mas nada comentaram.rnà noite, enquanto estávamos fazendo amor, Renato indagou porque havíamos demorado tanto no banho e estávamos tão caladas o resto do dia. Desconversei mas a visão do que acontecera entre nás não saia do pensamento.rnNo dia seguinte, saímos para caminhar os quatro. Durante o passeio, Julio comentou que Livia lhe contara o relacionamento que eu e Livia tivéramos na tarde anterior. Renato disse que desconfiara mas eu negara. Logo que chegamos a um local deserto, ordenou que me despisse e demonstrasse meu fogo com sua mãe. Minha amiga aproximou-se e beijou-me já com a língua forçando a entrada em minha boca. Não resisti pois queria repetir a experiência. Permiti que suas mãos adentrassem minha vagina e retribuí seus carinhos. Nossas mãos exploravam os seios e bundas e atingimos orgasmos roçando nossas vaginas e clitáris. Ambas gritávamos de prazer. Julio e Renato pediam novos carinhos e posições deliciando-se com a trepada de suas mães.rnJá estávamos exaustas quando exigiram que nos chupássemos. Sugamos os seios uma da outra mas o que queriam era um 69. Sob Livia, arreganhei as pernas deixando que sugasse minha vagina. Enquanto isso, minha língua sorvia seu delicioso sumo e titilava seu grelinho já inchado. Gozamos mais uma vez, uma na boca da outra.rn?Putas, vagabundas, vadias, ordinárias?, chamavam-nos. Sabíamos que nunca mais seríamos respeitadas mas o prazer era maior.rnApás o jantar, Renato me levou ao bosque onde já trepáramos e exigiu meu cuzinho. Relutei devido à grossura, mas esbofeteou-me reiterando o pedido. Cedi e recebi aquela vara que me rasgou as pregas impiedosamente. Voltei andando com as pernas arreganhadas, dolorida e chorando. rnEncontrei Livia no café da manhã e contei-lhe os fatos da noite anterior. Confidenciou-me que Julio também exigira seu rabo. Eu sabia que ele era maior que Renato e ela nunca tinha dado o rabo e imaginei a dor que estava sentindo. Condoída, levei-a ao toalete e passei uma pomada anestésica em sua ?cereja?. Agradeceu com um beijo e nos tornamos mais íntimas ainda.rnO restante do período que passamos no hotel transcorreu sem maiores novidades: metiamos com nossos homens quando, onde e como eles queriam sem rejeição.rnVoltamos para casa com os filhos trocados: Julio com Livia e Renato em minha cama.rnContinuarei este relato com os futuros desenvolvimentos adiante.rnBeijos sensuais,rnMonicarn

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto minha deoiladora usa calcinha enfiadaconto minha mulher gosta quando levo ela nas festinhasporno conto relava aquele peito em mimminah sogra batendo.punheta pra mim xontp realContos eroticos... Toda gostosuralouca por pica.contosarrombada no rodeio comtoscontos eróticos gay o filho do pastorelzinha bucetudacontos eroticos duvidei que minha mulher aguntava aqula rolaConto erotico sou morena clara evangelicacontos eróticos mandei enterrar todinhofui pego de calcinha pela minha irmacontos de esposa dando pro cunhadocontos eróticos de policial comendo hetero dentro sa delegaciaestuprada na frente do marido por 6 homes conto eroticoDei gostoso ao filho de meu marido contos eroticos droguei minha priminha ninfeta e comiconto erotico comi minha prima enquanto ela dormiacontos de mulheres que gostam de levar na cona de ser enrabadasnega dançando agachadinho com a mão na periquita em cima da camaPORNOXIXI N O COPOconto erotico de torneio de sinucaconto de Esposa que traiu o marido e confesso para elefilme com historia de erotico de tiozinho taradaoconto erótico novinha penetrada por vários desconhecidosPiroca de 25cm - conto eroticocontos eroticos minha amiga bate na minha caraPeguei o amigo d meu esposo cheirando minha calcinha meladinha,contos eroticossou casada meu visinho novinho e. Lindo contoscontos exitantes de sexo na marrra delicioso historias reaistitiatezudapau duro no onibus super lotado tocando a coroadei para um cara e nao aguentei cnto gayConto erotico minha esposa pagouscontos eroticos minha mulher mandona e dominada ppr outrovizinha teen contoMinha mulher uma putona contoboquete mulher de 48 anos contoconto erótico a matuta.contos eróticos de incertos mãe curiosa fraga o filho peladocontos eróticos de madeira que pediu para ser cornacontos erotico transei com o porteiro do meu trabalhoconto erotico mamãe sentando no meu colo no carro lotadoporno,papai da banhona filhinha que chegou bebada da festacontos arrombando casadaCasada narra conto dando o cuTennis zelenograd contoMinha mulher voltou bebada e sem calcinha em casa contosminha mulher deu pra meu cunhado doltadoWww.contoseroticos/grátis Ler/no aviãocontos eroticos menino de calcinhacontos eróticos incesto com meu pai e seu João na fazendanora putacontosmeu marido sempre tras tres amigos em casa conto erpticocontos eróticos viúva safadaconto erotico meu sogro rolodo mi fudeucontos gays de escoteirosconto erótico gay chefe pauzudocontos eróticos meu marido tomando chimarrão e o amiguinho do meu filho cuidando minha bucetinhaconto erotico a fazendera eo negrobuceta cabeluda bunda inchadinha Pintadinha da Moniquinhacontos eroticos pai filha e genroContos eróticos amiga da minha mae me tirou a virgindademinhas duas prima foi dormi em casa cime fou a duasconto erótico fui abusado na festa gaycontos minha esposa ainda resistecontos de amiga de trabalho carente e folgosacontos de crentisinha cusudaconto sacanacomo enfiar caralho na conaMULHER COMENDO O HOMEN COM MAO TODAomContos eróticos transei com a mãe casada do meu melhor amigocontoseroticos caga no meupaucontos eróticos meu marido mandou arrumar um macho para mimcontos eroticos prostituta tapasprato negra castigando a empregadacomida pelo sobrinho contos de patrão sarado pegando a fazineira gostosa de 19 anos fazendo faxina na casa deleconto eróticos comeu o cu a força e amarras fscontos virei femea na republica gayContos erotico passando as ferias com o pai gaycontos eroticos de garoto com professora particular madurasContos gay minha primeira vezmeu vizinho fica me olhando de shortcontos.porno fui dar banho na minha filhinha e acabei enfiando o sabonte no cuzinho delacontos eroticos bebi demais e comi minha tiacontos eroticos chantagiei e gozei na boca da menininhaloirinha goatossa vispornodoidonaocontos eroticos gay acordado na noite pelo meu paimendiga pedindo pra comer seu cu apos o dela era vigemlevando meninos gay no colo pra come seu bubum contosconto no escuro com meu cunhado