Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MASTURBAÇÃO DA IRMÃ MAIS VELHA

Click to Download this video!

Meu nome é the Jack (sigilo). Tenho 24 anos, sou magro, bem mais pra atlético do que para magrao. O que vou contar foi uma experiência diferente, porém muito gostosa. Não é mentira o que vou contar, cabe a vocês leitores acreditarem, mas sá eu sei o quão bom isso foi. rnrnEstava eu em casa sozinho num dia de semana, meus pais haviam saído de férias para a praia. Minha irmã mora na casa ao lado, tem 43 anos, um pouco gordinha, tem uma barriguinha mas não exagerada, a pele ainda é bonita, mas tem os efeitos da idade, não tão alta com bunda e peitos grandes ? não de gorda, grandes ao natural.rnComo estava sozinho, e já era aproximadamente meia noite, resolvi ligar a TV no canal pornográfico e bater uma punheta, já que não tenho namorada e estava chovendo para sair ou convidar alguém. Estava bom, haviam mais ou menos cinco minutos que estava me masturbando e estava quase gozando devido a intensidade e ao átimo filme na TV. Escutei um barulho estranho, mas não dei bola, por, pelo horário deveria tratar-se do cachorro. rnrnContinuei e tentei segurar um pouco para na gozar rápido porque o filme estava muito bom, foi quando tive a surpresa, minha irmã entrou na sala ? ela procurava o celular dela que achava ter esquecido aqui ? não tive o que fazer, não dava tempo de esconder, nem de desligar a TV, a vergonha foi gigante, não sabia onde me colocar. Ela sá riu, achou muito estranho vero irmão se masturbando, e comentou brincando, ?ta bom ali?? respondi dizendo que estava, mas que agora estava muito envergonhado, ela saiu da sala dizendo ?termina isso então, vou te deixar ali? eu falei que não dava mais porque tinha ficado com muita vergonha e não conseguia mais. Ela voltou parou na porta da sala, me chamou de fresco dizendo que era normal. Eu já tinha coloca as cuecas e o pau já tinha amolecido um pouco. Ela não acreditou que toda a vergonha fez isso. Mandou eu me masturbar com ela ali mesmo, para eu ver que não tem nada de mais. Eu nunca tinha me masturbado pensando nela, imagina fazer isso com ela do lado, não tinha como, neguei na hora e pedi para ela sair, ao invés de sair ela veio até mim, e com uma cara séria pediu se ela podia terminar sá para me mostrar que não tinha nada de errado, não tive tempo de resposta, ela baixou parte do meu calção pegou meu pau, e começou a bater, bem rápido, sá para gozar mesmo. Então ela pegou minha mão e colocou no peito dela, dizendo ?aperta? mesmo por cima da roupa, eu senti algo macio, grande, foi o fim pra mim, gozei na hora ? ela sabia que isso ia acontecer ? ela sá mirou pro chão, e quando eu terminei me disse ?agora limpa isso ae... fresco, viu que não tem nada de mais abobado? e foi embora. Fiquei pasmo com o que tinha acontecido pensei nisso a noite toda e a vergonha que eu tava. Fui dormir.rnrnNa noite seguinte fui jantar na casa dela ? divorciada e sem filhos ? mora sozinha numa casa pequena. Não sabia como olhar pra ela, ela percebeu isso riu, e disse: ?ta com vergonha é? Quer de novo? ? eu disse não não, já basta o mico uma vez. Entao ela disse ?va va, deixa de ser burro, é sá uma gozada? tirou a camiseta na mesa e me chamou até o sofá. Eu nunca tinha reparado o quão excitantes eram os peitos dela, grandes, segurados por um sutiã vermelho de renda, juntavam-se no meio, macios, balançavam enquanto caminhava. Meu pau endureceu na hora. Ela então sentou no sofá e mandou eu ficar na frente dela. Meio que hipnotizado eu fui, com certa vergonha, então ela baixou minha calças e minha cueca, meu pau ?saltou? pra fora, ela pegou ele com um Mao e lentamente começou a me masturbar, bem devagar e gostoso, olhando fixamente para meus olhos me masturbava num ritmo quase que em câmera lenta, isso estava me matando de tesão, até que pedi para ela tirar o sutiã.rnrnEla riu alto, falando ?cadê a vergonha guri?? e continuou rindo, depois pediu sinicamente ?quer mesmo que eu tire?? falei que sim, pois queria gozar rápido. Ela então tirou. Aqueles peitos fizemos uns movimentos incríveis ao serem libertados do sutiã. Ela então parou de me masturbar, ficou de pé e disse ?chupa eles um pouco por favor, quero me excitar um pouco também?... não sei como, não resisti e comecei a chupar um dele, nossa, era átimo, proibido, estava quente, macio e grande, sem estrias, com um bico durinho e gostoso. Chupava firme, lambia, estava bom. ?está animadinho né, quemdiria? ela falou pela forma quase animal que eu chupava aquilo. Estava tão bom que eu segurei ela pela bunda, com minhas duas mãos, e puxava ela, minha surpresa, a bunda dela, grande, de uma mulher na casa dos 40, era firme, durinha e grande, eu sempre pensei que fosse pelos kilinhos a mais, mas não era, saia das coxas e fazia um formato gostoso. Depois de uns 3,4 minutos chupando, ela me empurrou no sofá, sentei. Tirou as calças dela e a calcinha, sua buceta não era raspada, tinha um formato incrível e era beeem carnuda. Ela me disse ?aqui tu não encosta? virou-se de costas, ficando com aquela bunda gostosissima virada para mim, e sentou no meu colo. Sem penetrar pegava meu pau e ficava passando na buceta dela, pra frente e pra trás, enquanto rebolava a bunda pra mim, ela esfregava muito, mas jamais esboçou penetrar. Até que levantou-se e me puxou, ficou de quatro no sofá olhou pra mim e disse ?goza na minha, se masturba ali, pede a vergonha e goza e mim? eu já estava louco em ver aquilo, queria comer aquela bunda, já tinha esquecido que era minha irmã. Pedi pra ela se não podia comer ela. Ela disse um não em seco, mandando logo em seguida eu me masturbar e gozar na bunda dela, comecei a bater então, e ela rebolava no sofá... em menos de um minuto senti o gozo vindo, comecei a bater o pau na bunda dela, até que gozei, lambuzando todo o rabo grande e gostoso dela. Ela se levantou, foi ao banheiro limpar-se. Voltou e disse ?De nada ta. Agora vai pra casa ver teus filmes que deve ser melhor? ironizando. Fui para casa espantado,pensandoemtudo de novo. Bem, foi isso em dois dias.... na semana seguinte, nada falamos e um mês depois numa tarde chuvosa ela me fezdormir de tarde pelado de conchinha com ela, sá para sentir a bunda dela no meu pau. Me bateu duas punhetas aquela parte e chupei muitoos peitos dela. rnHoje ela encontrou umnamorado e nunca mais fizemos nada. Mas digo que da forma que foi, foi incrível. E muito gostoso, fico até hoje sem sabercomo seria comer ela, e aquele rabao, mas acredito que por causa disso é que a punheta que ela bateu foitao boa.rnrnObrigadorn

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto corno sondei ela tava debaixo delevie minha mae de mine saia e calcinha fio dental contos eroticostransei com minha irmã e minha prima contocontos eroticos dentista coroa casada tarada por sexofilho gosa bunda mae ela percebeContos minha sogra quis medir meu paugozando pela primeira vez conto gaycontos eroticos gozando no cu da coroacontos eroticos primeira transa sadomasoquista quando meu dono me deixou presacontos de coroa com novinhocontos eroticos coroa forróbunda mulata gostosa descabaçada pelo pedreiro na cordawild thermas conto eroticoporno tranzado com a madrinha dormindo sem semtircontos ainda menina dei pro meu irmaozinhoconto erótico gay chupei sem querercontos guei com tema coroa e o meninoContos pornos-mamae deu um selinho no meu pauConto baixinha apetedinha gritando na picaDei minha buceta para meu genro na presença de minha filha contos femininoContos eroticos com fotos irmao da minha amigaa putinha da empresacontofudode a sogra deliciacontos eroticos eu sozinha acabei gozando na calcinhaconto erotico gay no trabalho com homemvelho coroa grisalho peludocomo tira pedra da teta sem para de tanto se matusbarSou casada mas bebi porro de outra cara contosconto erotico cuzinho virgemcontos eróticos esposa amanheci toda meladacontos fui acampa e virei cornoConto erotico na cama com a tia coroa puta.comRelato de esposas putas dando pra fumcionarios naorgias em romacontos e feitiches homem q adora uma mulher mijando na calcinhacontos eroticos tenho 23 cmmae e filho no banho contostitiocolocadevagartive que comer ela /contofui passear nas férias e trai meu corninhoconto erótico no shopping dando o cuporno fode minha buceta vai étoda sua vaiahhhhconto erótico minha bucetinha sangroume comeramdormindo contoseróticoscontos eróticos com menina muito nova crentescontos recentes incestuosas encoxada segredos flagradoscontos erotico esposa propoe proficar excitada.em onibus lotadocontos eróticos teen apostacontos eroticos incesto orgamos adolecesnteconto - ela fez massagem nos testiculos dele contos trai meu marido com um cara do pau grandecontos eroticos fui castigadagay conto erotico taradao num cuzinho masculo de seis aninhosconto me fode maninhoprimeira vez que fui chupada por um homem casado eu virgemcontos erticos/meus doi primos revesaran em minContos eróticos com fofos de incesto sentando na pica dura do meu irmaocontos eróticos comecei a desejar meu pai até que teve um dia que bebi com elerotina da manhã da novinha forrando a camacontos de coroa com novinhoas pamteras se fudeu rola crossa no cupeguei carona com caminhoneiro conto sexocontos veridicos de mulher casadaeu confesso quero lesbica dommegordinha contando suas trepadas c ontocontos como presenciei um cachorro fudendo uma cadela até engatarccontos wroticos pai abusando ela nap quwrhistoria erotica irmão dopa irmãcotou erotico shemale teens gaytitio disse q ia fazer passar a vontade de fazer xixi contos eroticoscontos eroticos com cavalo zoofiliahistorias eróticas paguei para comer a filhinha da empregadacasados contos meu marido dormindo e eu chupando na salacom o pai do meu amigo contosa casa dos contos eróticos-prima ThayaneContos eróticos puta submissa incestobetinha nao resistiu deu o rabo pro negao contosconto erótico de mendingoconto menina sapeca deixando pegarcontos meu vizinho taradoconto erótico gay chupei sem querer