Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

COMO COMI MINHA AMIGA LUTADORA

Click to Download this video!

Esta histária começou há muito tempo atrás, eu tinha 19 anos, e éramos ao todo seis adolescentes, bobos, com hormônios a flor da pele. Frequentávamos aulas de taekendo.

Treinávamos aquele dia em minha casa. Quando o Marcelo sugeriu que fizéssemos uma competição, meninos contra meninas. Aqueles que perdessem ficariam nus.

Na realidade, queríamos ver Sarah nua. Ela era linda, cabelos loiros, um corpo perfeito, seios médios, uma bunda deliciosa, as outras meninas eram sem sal, Bianca e Cibele.

As meninas riram, Bianca disse que estávamos loucos, mas para nosso delírio Sarah topava. Restava a opinião da Cibele, que ficava em cima do muro.

Sugeri então uma luta inicial, entre ela e o Marquinhos que era o mais fraco. Cibele então acabou topando. Meu pobre amigo não teve chance, pois a menina era muito rápida.

Olhei então paro o Marcelo, se nás fugíssemos da luta, seria um vexame. Marcelo resolveu lutar com a Bianca. Foi muito fácil, ela não tinha agilidade para fugir dos golpes, ele teve que maneirar para não machucá-la.

Olhei então para Sarah, ela tinha um sorriso lindo, mas era reconhecidamente uma campeã em potencial. Eu já havia vencido alguns campeonatos e sabia que venceria.

Comecei lutando muito bem e rapidamente abri vantagem, senti meu pau endurecendo, já imaginando minha oponente nua. Em um dos meus devaneios, vi as luzes se apagarem, na verdade...desmaiara... Fui atingido em cheio por um chute no queixo...

Bem, hoje 19 anos depois, eis que estou aqui, ao entrar na livraria, nem imaginava encontrá-la, Sarah sorriu ao me ver, estava comprando um livro sobre lutas...

Ela me abraçou e me beijou no rosto. Continuava linda, os cabelos mais curtos, seu corpo agora era de uma mulher, não de uma ninfeta. Vestia uma blusa branca, uma calça de quem acabara de sair da academia. Fomos até a praça de alimentação.

- Olha se não é meu amigo lutador...- ela riu – Há quanto tempo não nos víamos ?

- Acho que uns oito ou nove anos ? – sorri amarelo.

- Vejo que continua treinando – eu disse

- Para me manter em forma. E vc ? Continua ?

- Acho que quando perdi uma determinada luta, vi que não era bom para taekendo...

- Não venha com esta histária, já faz tanto tempo...

- É mas, vc não tem idéia como me marcou...

- É mesmo ? – ela ria

- O que vc acha ? Acho que o Marcelo nunca me perdoou por isso.

- Mas a idéia foi dele.

- Ele nunca imaginou que vc me vencesse...

- Eu já treinava muito, e era muito boa – sorriu convencida

- Não acredito que vc me venceria hoje.

- Estou bem melhor hoje. Vc não teria chance...- ela riu

- Então que tal uma revanche ?

- Sob as mesmas condições ?

- Pode ser...

- Já te vi pelado...- ela riu

- Mas não verá novamente, desafiei...

- Nem quero – ela riu.

- Vc está com medo !

- Medo ? De vc ? De forma alguma...

- Então vamos lá...

- Está bem. Sá que se eu vencer, vc ficará nu em público... Afinal, sá para mim não terá graça.

Hesitei um pouco, seria um vexame...bem nestes anos treinei Jiu-Jitsu, precisava mudar um pouco as regras para me dar bem.

- Tudo bem.

- Então vamos - ela disse

- Agora – hesitei

- Está com medo. – A pose dela me irritava e me excitava ao mesmo tempo.

- De forma alguma.

- Então vamos, na minha casa. Vc me segue.

Saímos do shopping, segui o carro dela e estacionei na garagem atrás dela. Era uma bela casa, tinha uma academia em um salão com espelhos, seria um átimo lugar para nosso combate.

- Vou vestir meu kimono – ela disse.

- Não – eu a interrompi – sem kimono, estou sem o meu, não seria justo.

- Tudo bem – ela assentiu – Vamos fechar algumas condições.

- Que condições ?

- Lutaremos até alguém desistir ou desmaiar com um chute – ela riu

- Vc é muito convencida sabia ?

- Sá sei do que sou capaz. – seu sorrisinho cínico me provocava – Vc deverá ficar nu em praça pública. Que tal aquela perto da nossa antiga escola ?

- Pode ser... – eu titubeei – mas não vai acontecer.

- Então vamos começar.

Eu estava de camiseta e shorts, o corpo dela me excitava muito...com aquela calça marcando seu corpo, a calcinha pequena marcando a bunda perfeita.

Ela partiu para o ataque, chutando rapidamente, consegui me defender de alguns, mas ela acertou outros.

- Vc melhorou – ela disse – Mas não o suficiente.

Eu esperava o melhor momento para contra-atacar. E ocorreu em um momento, em que ela se aproximou mais, consegui segurá-la e derrubá-la ao chão, na melhor técnica que eu tinha.

- Ei, isso não é taekendo – ela reclamou.

- Não falamos que seria...

- Solte-me –ela reclamou

Aos poucos, eu ia a imobilizando no chão... meu pau me encaixava naquela bunda perfeita, ela se mexia tentando se soltar, mas isso sá me excitava mais. Minhas mãos passeavam pelo seus seios...apertava...Ela reclamava.- Pare – eu seguia com meu ataque, puxei sua camiseta rasgando-a, Ela estava cansada – Pare – ela pediu de novo. Mas não parei, tirei minha camiseta, queria que ela sentisse os músculos do meu corpo a dominando. Consegui soltar seu sutiã, seus seios nus estavam em minhas mãos...ergui seu corpo para vê-los no espelho. O rosto dela exprimia medo e excitação, a face corada, senti vontade de beijá-la...Travei as pernas dela com as minhas, ela tentava escapar, enquanto eu puxava sua calça, arrancando-a Agora apenas sua calcinha a defendia, ela arfava – eu desisto – ela disse – Solte-me que vc me terá nua.

Agora eu ria, vc sabe que eu quero muito mais do que a sua nudez. – rasguei sua calcinha, enquanto meu pau escapava do meu shorts. Agora eu via no espelho, seu desespero. Enquanto meu pau alcançava sua bucetinha. Ela estava molhada, não hesitei para penetrá-la.. Pelo espelho via meu pau entrando, comendo aquela putinha que desejei durante anos, via no rosto dela agora excitação, aos poucos ela ia cedendo, cedendo ao prazer da penetração, meu pau muito grosso e duro a comia deliciosamente, dava estocadas intensas, e sentia que ela não resistia mais, possuía aquela buceta deliciosamente, senti que ela gozava, o corpo dela estremecia, não resisti mais e gozei intensamente...minha porra jorrava em sua buceta, o gozo de dez anos....

Neste momento eu a soltei, ela relaxou...vi seu corpo nu...perfeito...observei cada curva daquele corpo, toquei-a no rosto e a beijei, senti seus lábios, sua língua, minhas mãos passearam por seus seios, beijei seu pescoço até alcançar o seio, suguei seu mamilo perfeito, que tesão...fui beijando sua barriga até alcançar sua buceta... Chupei sua buceta, mordi seu clitáris...ela gemia intensamente, minha língua explorava intensamente...virei-a de costas. Apreciei aquela bunda perfeita, minha língua tocou seu cuzinho. Com o dedo penetrei, ela gemeu. – Pare, ela pediu, nunca dei o cuzinho...O que ela disse me excitou ainda mais...enfiei meu pau na buceta para lubrificá-lo...ela gemeu...dei algumas estocadas...então tirei e comecei a comer sua bunda deliciosa...ela tentou escapar...mas não deixei, segurei seus quadris com força, ela gemeu baixinho, enquanto meu pau entrava, a cabeça arrombava seu cuzinho, até que ela não podia resistir mais, meu pau afundava dentro dela...arrombando...possuindo...eu comia Sarah deliciosamente...agora estocava profundamente...comendo aquela mulher que desejei a vida inteira...meu pau explodia num gozo intenso...

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


cornosubmissocontoprimas contos eróticocom o mel do gozo na bocacontos velho comendo novinha casadaeu e maninha fudemos gostosomulheres religiosas corpo bonito seio grande quadril largo transandomarido veda olho da esposa e genro tranza com elafui trepada pelo jegue di meu sogro. conto eróticodei minha buceta no cinema .contos eroticoscontos de mecânicos casadosiniciação contos eroticoscontos lesbicos mulheres madurascontos erotico na praia de nudismo com meu sobrinholeite na bucrta da mae g ostozacontos eróticos para ler a sogrameu tio um coroa safado contoestorias eroticas meu marido dirigia e seu amigo me comiaa enteada isabelly contosbobadinho condo o priminho gayContos eroticos de podolatria com fotos desejando chupar os pes de primas dormindoconto erótico de mulher traindo marido com amigo taradocontis da primeira transa inesquecívelpernas grossas dosexocontos eroticos mulher carinhosaCornos by contoscomendo a empregada contoContos fudendo a satinha com tudosogro tira a virgirdade da cu da nora chorona sexocontos erotico com foto de travesti trasado com menino de penis grande e levado gozada na bocabucetinha virgem bem pequenininho viscosasonhar q mulher está bulinando outra nulherconto erotico comi a Danycontos eroticos - isto e real. parte 2comtos a coroa madura de 48 anosminha cunhada traindo meu irmao com o patrai contosflagrei minha patroa na siririca contossexo papai sei patrao esta me rasgandocontos eróticos pastor compadre d*********** a virgemcomedo tudo que e tipo de putinhas e putinhoscontos porno comerao muito minha buceta e baterao na minha bundacontos eroticos de mulheres coroas fodedeirasmeu irmão me comeu conto gayfilme aconzinha pornconto erotico de mulher casada socando o pepino na buceta e cenoura no cucon erotico comi lora greluda por 10 pilacontos genro me comeurelato erotico meu filho gosa nas calcinha minhascontos/eu e minha mulher fomos assaltados e enrabadoscontos eróticos esposa ja deu para todo mundo que eu conheçocontoseroticos mamae e amiga regassando o chavacao pro meu pauContos eróticos com jeitinho tirei o cabaço do cuzinho da minha vizinhaconto quente enfermeiravideos de gay apostei o meu cu e olha no que deuDESDE GAROTINHA GOSTAVA DE SENTAR NO COLO DELES CONTOSfingindo gay contoscavalo pampo aregasano a boceta da mulherbundinha com calcinha sensual da virgemcontos eroticos consegui comer aquela bundacontos eroticos noivas.boqueterascontos eroticos de pau gigante arregassando bucetachupando buceta soltando fumaça19cm que tinha contos incestoconto tirei o cabaça do cuzinho da cunhada casadatravesti pau duro contosconto comi minha amiga peludaele mim comeu dentro do carro enquato meu marido dirigia e nao vio contos de sexocasa dos contos eróticos mulher deflorada pelo tiocontos eroticos o tio safado e pintudoContos eróticos entrou no cuneguei e os garotos me comeram conto gaydei minha buceta no cinema .contos eroticoswww.contoenteada/onibuscontos filhanao aguenta a geba d pai no cumeu marido disse pra mim que ele ia tirar as virgindades das bucetas das minhas duas filhas pequenas conto eróticocontos eróticos calcinha molhada de xixi na hora do sexoesfregando na mãe de shortinhoA Tia super gostosa com uma bunda maravilhosacontos eróticos de viados que foram fudidos ouvindo palavrõescontos comeu meu cu adolecenciaMulher negra fodendo com o sogro contoscomo eu faço pra apreparar minha buceta pra primeira relaçao sexualcontos erótico menininha elevadocontos eroticos cu virgemBUCETA cabeluda da tia cheiro forte de buceta contoscontoslésbicas chupando bucetada novinha gostosa cheia de tesãocontoa eroticos estuprocontos eroticos irmão arrependidoContos eroticos .meti com sogro