Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

VIUVA SE REALIZA COM O AMIGO DE SEU ESPOSO

Click to Download this video!

Já escrevi um conto para esse site intitulado "Me realizei com o peão da fazenda de meu pai". Por gostar muito de atiçar minha libido, escrevo o que aconteceu comigo para partilhar com as pessoas que tem esse mesmo costume ou que gostam de valorizar sua sexualidade de forma prazerosa. Asseguro que são fatos reais e quem quiser continuar mantendo contato é sá escrever p o e-mail no que se encontra no final do conto. Fiquei viúva muito jovem e vivia cheia de tesão. Por vários motivos privei-me de sexo por mais de 1 ano. Eu passava o dia inteiro "pegando fogo" literalmente, por diversas vezes tomava banho para acalmar, tamanho era meu tesão. Qd tocava minha buceta ela estava quente e molhada. Eu não sou tão feia e chamo atenção dos homens por causa de minha bunda. Eu sentia q era desejada, mas não tinha coragem de tomar iniciativa. Por recomendação de minha ginecologista, que via minha situação se complicando, comecei a amadurecer a idéia. Em casa, no afã de meus desejos, me masturbava várias vezes. Era paliativo, o desejo voltava logo que pensava na possibilidade de uma transa de verdade (isso era constante). Depois de algum tempo estava resolvida que não esperaria mais e que, na primeira oportunidade iria realizar meu desejo mais íntimo que era de ter um homem ao meu lado, ser lambida, chupada, penetrada... Passei o Natal na casa de meus pais no interior, mas precisava voltar à minha cidade antes de terminar o ano, pois tinha pendências financeiras para resolver. Um amigo do meu falecido marido sempre se prontificou a ajudar-me, era educado, amigo... juro que até então não imaginava acontecer nada entre nás. Acontece que ele sim!!! Falei que precisava fazer esta viagem ele disse: _ Que coincidência, também vou para lá com minha cunhada e outro amigo. Eles irão fazer alguns exames, se você quiser posso te levar. Aceitei na hora e até desejava que algo acontecesse entre nás, simplesmente para saciar meu desejo recolhido. Mas, seria difícil, ele estaria levando outras pessoas, isso iria complicar... Que nada! Quando passou cedo para me apanhar estava sozinho e disse que os outros tinham desistido. Fiquei tensa e feliz ao mesmo tempo. Parece que saía um vapor de minhas entranhas. Ele tentava disfarçar seu tesão porque era meio tímido, e não conseguiu tomar nenhuma iniciativa durante toda a viagem. Pensei: "E agora? Será que não vai acontecer nada? O eu que eu faço?" Percebi algumas atitudes que demonstravam seu desejo... Quando trocava a marcha do carro, sua mão roçava de leve minha perna. Eu enlouquecia, mas ele nada de reagir. Quando descemos para tomar um lanche no meio da viagem ele faltava me engolir os olhos. Finalmente chegamos e fomos direto para minha casa que estava vazia e fechada naquele período de férias. Percebi que a iniciativa tinha que ser minha, principalmente pelo respeito que ele tinha com meu falecido marido. Ao entrarmos percebi o volume em sua calça aumentado. Fui até meu quarto e ele ficou na biblioteca, folheando uns papéis. Num ímpeto, para não voltar atrás, fui até lá e disse: _ Posso te pedir uma coisa... Ele, meio surpreso, mas imaginado o que era, disse: _ Claro! Pode falar! _ Eu quero ter você hoje! Não estou suportando de tanto tesão... Ele me abraçou forte e beijou-me com furor. Pensei que iria desfalecer. Quanto tempo não sentia aquilo. Todos os meus músculos se contraíram naquela entrega. Sua boca era muito gostosa, seu beijo ardente... _ Sá não quero que seja aqui, não vou me sentir bem, você entende? _ Claro que sim! Vamos para onde você quiser. Quero saber uma coisa.... Você já ficou com alguém depois... depois do que aconteceu? _ Não, você será o primeiro.... Ele me beijou vorazmente, passava a mão no meu corpo inteiro e ficava repetindo..."Eu não acredito... eu não acredito..." Fomos rapidamente para um motel. Quando saímos de minha casa indo em direção ao motel, mil coisas passaram por minha mente. Estaria fazendo o que era certo? Se não fosse dessa forma, como estaria sanando meus desejos que eram tantos... às vezes pensava que ficaria louca com tanto tesão recolhido e como sempre o valores familiares, as repressões de infância, o puritanismo falavam mais alto e eu retraía em minhas atitudes, Mas hoje não, hoje será diferente, pensava comigo. Ele suava, estava meio nervoso. Vestia uma calça branca que realçava bem o tamanho daquele pau. Tive a impressão que ele iria estourar sua roupa. No motel ele pediu uma suíte maravilhosa. Mal entrei e ele me arrebatou em seus braços, beijando-me com voracidade. Meu Deus! O cheiro dele era maravilhoso, seu corpo praticamente sem pêlo brilhava com o suor que transpirava. Ah, era tudo que desejava... tudo que precisava para conseguir viver melhor, ter mais tranquilidade... Minha calcinha estava tão molhada no fundo que fiquei vergonhosa. E esse sentimento era tamanho não sá por isso, mas por até aquele dia nunca ter sido de outro homem. Guardava comigo uma série de dúvidas e incertezas. Suas grandes mãos foram deslizando pelo meu corpo, despindo tudo que atrapalhava minhas sensações. Ao ficar de calçinha e sutiã ele ficou surpreso de tal forma que me impressionou. Disse de forma admirada: - Sua bunda é linda!!! Como a desejei quando visitava você. Você passava na minha frente e eu me sentia provocado. Abraçávamos e beijávamos intensamente. Ele passou sua língua pelos meus braços, seios e barriga. Virou-me de costas para cima e roçou seu corpo no meu fazendo-me estremecer. Ele era o homem que eu merecia naquele momento. Quase negro, isso era o meu fascínio, corpo bem masculino e em forma, esse homem fez-me ver estrelas quando começou a chupar minha buceta. Tudo em mim estremecia, parecia que tomava choques... Tive orgasmos triplos. Ele falava palavras carinhosas no meu ouvido, e intercalava com sacanagens dizendo que eu era uma égua. Quando vi o tamanho de seu pau não tive dúvidas de que ele era um cavalo, já que o do meu falecido nem chegava aos pés do dele. Até tive medo que ele me penetrasse. Ele soube fazer tudo com muito cuidado, metia e beijava minha orelha, falava que estava gostoso e quente... Quando percebi estava tudo dentro, pressionando meu útero. Perdi a conta do tempo que durou nossa transa naquele dia, mas calculo que foi por quase 6 horas seguidas. Estava entardecendo e tivemos que voltar para a cidade dos e meus pais.Hoje sou casada com um negro que tem um pau lindo, grosso, grande e que me realiza justamente por permitir fantasias Quem quiser manter contato conosco para falar (ou até realizar fantasias) escreva-nos pois somos de bom nível e discretos: [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos negao pau enorme e grosso. e velhas gemendocontos eroticos mandei meu filho mete no meu cuzaocontos lesbicos princesa chupa princesavídeos pornô muller que esta usando vestido de veludo analConto erotico pa mandadocontos eroticos currada a força por caocontos eroticos abri uma cratera no cu da filha da minha primacontos abobrinha na bucetacontos eroticos país iniciado a filhaContoS de casada no funkMe comeram ao lado do meu namoradochupando pintaoooconto eroticos travesti hormoniocontos casadas enrabadas com chantagemcontos eroticos mistrando a cidade e os moteis para o amigo de meu maridorelatos de mulher submissa na cama contos sexocontos erotico eu minha esposa e meu primomulher goza nela todinha enchendo o cachorro para limpardenis comeu minha irmã contos eróticosconto erotico roçando grelaoconto de filho fudendo cu da maecontos eroticos esposas na praiacontos eroticos gays no cinemaporno cm sogra coroa loira ejerodespedida de solteira as amigas seguram pra ela toma rola na bucetinhacontos erótico putinha de zonarelatos de um negao roludo me desvirginoucontos eroticos aiii que lingua aiii chupa minha buceta aiiiiiiicontos eróticos irmã f****** na frente do irmão por assaltantesconto cu suado da bonecav¨ªdeo porno pai enfia o dedo na bucetinha?a primeira f*** com travesticonto gay "chupa teu macho"Contos eróticos metendo debaixo da cobertapegado carona um casal com camionero contos eroticodelirando com meus dedinhos contosporn contos eroticos casada na coleirapapai furioso contod eroticosconto perseguição xxxconto fui pego na punhetaporn contos eroticos negao foi entregador fudeu minha esposacontos minha prima defisiete me viu batedo umacontos eróticos de sobrinhas com tiasAi tira tira, aguenta sua cadela so vou parar quando eu quiser e quando eu tiver satisfeito piranhacontos sexo estorando cuconto transamos no escurinho da festavideo de homens nu de pau grosso e barriguinha salientecontos erocticos aii uiii vaicontoseroticos9aninhos vou castigar seu cuzinhocontos eroticos com fodaConto erotico uma boa noite cinderelaviuva ecitada ver filho tomando banho e da pra elevideos porno ti estrubus ti meninas novinhascachorro lambendo buceta.deilhecontos erotikos coroa so leva no cu pois esta de chicoContos eróticos cumendo minha mãeContos eroticos sou homem mas nao resistir o pau de meu chefeSentei na pica e cavalguei gostoso com a pica dentro parei prazercontos eroticos de tarados em onibusnovinho da rola grosa comendo ha babaluizagozou no analcontos eróticos dopando meu sobrinho gay dormindoescravo conta como leva sua dona ao gozo com a língua na bucetamostrei a .bunda pro meu irmao e ele me comeukung puta bebada da minha cunhadahistorias pra gozar minha menina de 19 aninhos e delirarContos eroticos de primo mais novo abusado por prima mais velhaMeu sobrinho me fez gozar no rio contos eroticos de gaysquando bem novinho apredi a beber porra contosconto erótico viadinho de calcinha e os mendigosSem a minha permissao contos eroticos